A Turma da Mônica contra o coronavírus

0
41
ANTONIO CRUZ/ AG.BR.

Turma da Mônica em… “Ataque ao Coronavírus”. Esse poderia ser o título de uma das aventuras dos personagens que divertem gerações há 60 anos, pois eles também en­traram na luta contra o novo vilão da humanidade. Esse combate já promoveu faça­nhas, como fazer o Cascão lavar as mãos e um plano in­falível do Cebolinha dar cer­to. Em quarentena, os mora­dores do Bairro do Limoeiro preparam mais ofensivas ao inimigo invisível.

A Mauricio de Sousa Pro­duções (MSP) irá lançar nos próximos dias a cartilha “Sai­ba Tudo Sobre o Coronavírus – Parte 2”, com apoio e selo do Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) e informa­ções para a família inteira se prevenir contra a covid-19. Cas­cão, famoso por fugir da água, estampa a primeira página, se­gurando um contundente car­taz com a frase “Lave as mãos!”. O material, que será publicado nas redes sociais da MSP e do Unicef, traz ainda orientações para idosos e pessoas com do­enças crônicas.

“É um momento novo para todos nós. Percebemos que um grande desafio que os pais en­frentam é ocupar crianças e jovens nesse período em que não podem ter contato com os amigos”, explica Mônica Sou­sa, diretora executiva da MSP. Para ajudar as famílias a per­manecer em casa, o aplicativo Banca da Mônica (Android e iOS) está com 188 títulos aber­tos gratuitamente.

O acervo inclui dos quadri­nhos clássicos aos personagens jovens, historinhas e curiosida­des também vêm sendo posta­dos nos perfis do Facebook e do Twitter (em ambos, @Turma­daMonica). “Já fizemos mais de 200 campanhas institucionais sobre os mais diversos assuntos, desde o meio ambiente à saú­de, passando pelos direitos da criança. Sentimos que é nossa responsabilidade levar esse tipo de informação ao nosso públi­co”, diz Mônica.

Ela serviu de inspiração para a protagonista inventada pelo pai, Mauricio de Sousa. Fazer um vídeo com cuida­dos diante da pandemia está nos planos da empresa. Nem a bravinha mais amada do Brasil, embaixadora do Unicef desde 2007, pensaria em dar coelhadas nos meninos diante do plano infalível do Ceboli­nha revelado recentemente no Instagram @TurmadaMonica.

A capa da primeira cartilha, “Saiba Tudo sobre o Coronaví­rus”!, traz o garoto travesso de lápis vermelho na mão e um X sobre o vilão da vez, acima do título Plano de Proteção. Com informações do Ministério da Saúde, fala para as crianças so­bre os principais sintomas e for­mas de contágio.

Os personagens da Turma da Mônica ilustram as infor­mações, incluindo o fato de que ainda não há tratamento ou vacina para evitar a covid-19 e uma lista de recomendações de como todos podem se proteger. Entre outros itens está a atitude de cobrir o nariz e a boca com o braço ou um lenço quando tossir ou espirrar, gesto que pa­rece complicado até para muito adulto entender a importância.

Higienizar as mãos com álcool em gel ou água e sabão é a principal medida para ata­car esse vilão, como lembram os amigos ao Cascão. “Lavar as mãos salva vidas!”, ensi­nam no quadrinho em que o personagem está diante da pia do banheiro, elaborado para a ação contra o coronavírus nas redes sociais da Turma da Mô­nica. Em publicações e mensa­gens de WhatsApp, aparece­ram outros desenhos dele, mas eram anteriores. Cascão já havia aparecido lavando as mãos na campanha contra a gripe H1N1 e tomando banho em uma pe­gadinha de 1º de abril.

A produtora da Turma da Mônica vem montando tam­bém compilados temáticos de animações com os traços clássi­cos e com os pequeninos de Mô­nica Toy (na iniciativa chamada de Maratona M.I G.O.S.); entre eles estão os episódios mais vistos da década e um especial com os bichos de estimação da turminha. A empresa dobrou a publicação de conteúdo durante a quarentena e promete postar novidades duas vezes por se­mana no YouTube da turminha (bit.ly/turmadamonicayt).

Cientistas
Em capítulos anteriores da luta contra esse vilão invisível, Magali e Milena emprestaram seus traços para homenagear as brasileiras Ester Sabino, di­retora do Instituto de Medicina Tropical da Universidade de São Paulo (USP), e Jaqueline Goes de Jesus, pós-doutoranda na Fa­culdade de Medicina da USP. O desenho é parte do projeto Do­nas da Rua da História.

A dupla de cientistas lide­rou a equipe que desvendou o sequenciamento do genoma do novo vírus. Tudo com a rapidez de super-heroínas: só dois dias depois da confirmação do pri­meiro caso da doença no País. Antes que algum Franjinha da vida real descubra cura ou va­cina para a covid-19, e assim escreva um belo “FIM” para essa história, a maior arma contra o novo coronavírus é simples: fi­car em casa e lavar as mãos.