Assim como em 2020, neste ano, a Mostra Internacional de Dança, realizada em Ribeirão Preto, será Mostra Internacio­nal de Videodança. Por conta da pandemia de covid-19, a VI IMARP acontecerá de manei­ra virtual. As inscrições para participação em três diferentes categorias podem ser feitas até o dia 30 de setembro.

Videodança é a forma híbrida entre dança e áu­dio visual, ou seja, um vídeo produzido de dança, sem a necessidade de tradução. Em 2020, a Mostra recebeu 662 inscrições de vários países, com grandes produções e uma curadoria internacional que selecionou 250 trabalhos. Também foram realizadas cinco mostras parceiras, três bate papos sobre videodan­ça, duas oficinas e show com bandas de Ribeirão Preto e da Argentina, mostrando video­clipes de música e dança.

As três categorias des­te ano foram divididas em: ‘Tema Livre’, com vídeos de 1 a 10 minutos; ‘Tema Corpo Pandêmico’, com vídeos de até 2 minutos feitos principal­mente em casa; e ‘I IMARP Kids’, com criação, produção, interpretação, edição e rea­lização de crianças de 8 a 14 anos, com até 3 minutos. As inscrições podem ser feitas de forma gratuita pela plata­forma: https://filmfreeway.com/IMARP-MostraInterna­cionaldedanca-Imagensem­Movimento-Videodanca.

A VI IMARP é uma reali­zação da Cia de Dança Abrin­do Portas e dirigida pela baila­rina Denise Matta, que realiza a Mostra desde 2014. O even­to começou como bienal, em 2014 e 2016, depois anual em 2018, 1019 no Centro Cultu­ral Palace e em 2020 (de for­ma virtual) no Canal IMARP do Youtube. A Mostra acon­tece neste ano, novamente de forma virtual, na semana de 13 a 18 de dezembro.

“Ano passado, mais de 60 países participaram com 250 selecionados. A abertura deste ano começou no dia 12 de julho e já temos a partici­pação da Romênia, Hungria, Canadá, Itália, Egito, Coréia do Sul, USA, Chile, Eslová­quia, Austrália, Belarus, Sér­via, Japão, Argentina, México, Bulgária, Espanha, Holanda, Reino Unido, Nigéria, Ín­dia, China, Portugal, Suécia, Colômbia, Irã, Costa Rica, Uganda, Alemanha, África do Sul, Polônia, França, Rús­sia, Turquia, Armênia, Suíça, Equador, Cuba, Grécia, Eslo­vênia. E infelizmente poucas obras do Brasil e, principal­mente de Ribeirão Preto”, diz a bailarina e diretora da Mos­tra, Denise Matta.

“Desde sua primeira edi­ção em 2014 o IMARP vem sendo referência no interior do estado de São Paulo como mostra internacional de tra­balhos produzidos no Brasil e no mundo. Com esta come­moração da 6° edição, buscar novos caminhos para a pro­dução de obras na cidade de Ribeirão Preto, cidades da região, estado de São Paulo e ser uma porta de entrada e de saída de trabalhos realizados por artistas da cidade e de obras de relevância mundial, além de incentivar a produ­ção e a participação de crian­ças e adolescentes no IMARP Kids”, finaliza Matta.

Mais informações: Face­book.com/ciaabrindoportas.