Dados atualizados nesta terça-feira, 17 de setembro, pela Secretaria Municipal da Saúde, apontam que dois meses após seu lançamento, 14.723 ribeirão-pretanos vin­culados às unidades de saúde participantes já aderiram e baixaram o aplicativo “Hora Marcada” em seus smartpho­nes. O número de postos da cidade habilitados também au­mentou, passando de dez, na primeira etapa de testes, para 22 – mais do que o dobro.

O levantamento da Com­panhia de Processamento de Dados do Estado de São Paulo (Prodesp), que criou a tecnolo­gia, e da Secretaria Municipal da Saúde aponta, ainda, que já foram feitos 74.479 acessos nesse período. Até o momento, foram cerca de 6.752 agenda­mentos, 1.373 cancelamentos de consultas e mais 392 rea­gendamentos via aplicativo.

Lançado em Ribeirão Preto pelo governador João Doria em 16 de julho deste ano, o aplicati­vo funciona como uma agenda médica para os pacientes aten­didos pelo Sistema Único de Saúde (SUS), e permite cancelar ou reagendar o atendimento e consultar o histórico de agenda­mentos no celular, oferecendo menos deslocamento e perda de tempo aos usuários.

“Os usuários da saúde pú­blica de nossa cidade come­çam a perceber que a plata­forma oferece acesso rápido às informações fundamentais, mais eficiência, comodidade e menos perda de tempo. A tendência é, sem dúvida, a dis­seminação total do app entre a população que utiliza os servi­ços do SUS na cidade”, ressalta o secretário municipal da Saú­de, Sandro Scarpelini.

Aplicativo
Com o “Hora Marcada” é possível solicitar agenda de clínico geral, ginecologista, pediatra e odontologista da Unidade Básica de Saúde de referência do munícipe. Para agendamento de espe­cialidades e exames é neces­sário o encaminhamento mé­dico da UBS.

O aplicativo também pode ser utilizado por mais de uma pessoa, ou seja, crian­ças e idosos podem ser cadas­trados por seus cuidadores mediante comprovação de responsabilidade e apresen­tação do cartão SUS em uma UBS de vínculo. O “Hora Marcada” está disponível gra­tuitamente na Google Store e, em breve, na Apple Store.

Após a instalação, basta preencher informações bási­cas como número do cartão SUS e cadastro de Pessoa Física (CPF). O “passo a pas­so” pode ser consultado em http://horamarcada.saude. sp.gov.br/, onde há um ví­deo tutorial e uma relação de Perguntas Frequentes para orientar a população. A im­plantação será expandida gradativamente no municí­pio. A previsão é que todas as unidades de saúde estejam cadastradas até o fim do ano.

Comentários