Jornal Tribuna Ribeirão

As cantoras Gal Costa e Xenia França são as convidadas do “Espelho” de segunda, dia 18, às 23h

A Bahia toma conta do episódio de “Espelho” de segunda, dia 18, às 23h, no Canal Brasil. No oitavo programa da temporada, Lázaro Ramos recebe as cantoras baianas Gal Costa e Xenia França e une o Tropicalismo ao Afrofuturismo. Xenia fala sobre sua origem, o início e a escolha de sua carreira e a preocupação com a estética em seus trabalhos. Gal lembra de seu começo na música, dos tempos da Tropicália e avalia a realidade atual do Brasil. 

“Eu tinha muita consciência de que a minha vida seria artística em algum lugar”, diz Xenia sobre a descoberta do que queria para sua vida. A cantora ainda detalha a importância que a música tem em tudo que ela faz. “Quando a música se apresentou para mim, as coisas foram muito rápidas, as informações, as mensagens. Eu estava muito consciente de que estava sendo guiada por alguma coisa muito maior do que eu. A música se tornou minha bússola, a música me orienta, me mostra pessoas incríveis, assuntos, pautas, me ajuda a me organizar como ser humano, me ajuda a evoluir, a passar de fase. Fico sem palavras, a música realmente é uma deusa na minha vida”. 

Gal fala sobre a importância do movimento e sobre a luta pela liberdade da Tropicália. “Naquele tempo, com o Tropicalismo, é claro que a gente via que era uma coisa fora do padrão, uma coisa revolucionária. Acho que até hoje a gente luta por liberdade, acho que é um compromisso que a gente tem com o respeito à diversidade. Naquela época em que o Tropicalismo surgiu, eu acho que a juventude clamava muito isso, a juventude de todo o mundo, com os movimentos ‘paz e amor’, ‘amor livre’. Tudo aquilo que se passou era um clamor à liberdade, pela qual até hoje a gente tem que continuar lutando”. 

ESPELHO 

INÉDITO

Convidadas: Gal Costa e Xenia França

Horário: Segunda, 18/10, às 23h

Rebatidas: Sexta, 22/10, às 14h, e sábado, 23/10, às 7h

Classificação: Livre

Sinopse: Idealizado e apresentado por Lázaro Ramos há 15 anos, Espelho segue sua busca pela pluralidade, discutindo temas como democracia, cidadania e, claro, arte, educação e cultura. O programa tem compromisso com a reflexão de temas presentes na pauta da atualidade, através de bate-papos intimistas.

 

Neste episódio: Gal Costa fala sobre a sua luta por liberdade e revela sentir falta da carga emocional das composições de sua geração. Xenia França comenta a sua trajetória e o papel da música em sua vida. 

Deixe o seu comentário:

Mais notícias

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com