Baptista vê elenco com ‘potencial’ de acesso e não confirma chegada de reforços

0
60
JF PIMENTA/ESPECIAL PARA O JORNAL TRIBUNA

Quando a fase não é boa num clube de futebol, os “fi­gurões” dos times costumam aparecer. Nesta sexta-feira (23), o homem-forte do fu­tebol botafoguense resolveu dar às caras.

Adalberto Baptista, que acumula os cargos de dire­tor de futebol e presidente do Conselho de Administração da BFSA, falou nesta sexta em coletiva virtual promovi­da pelo clube.

Na entrevista, o manda­tário da Botafogo S/A falou de diversos assuntos. Sobre o elenco, bastante criticado pela torcida, Baptista refor­çou a qualidade do plantel e reiterou que o time está numa posição incômoda por falta de sorte em alguns bons jogos que fez.

“Consideramos qualifica­do e apto a brigar pelo acesso da Série A, mas os resultados não vêm aparecendo, hoje a gente briga mais para fugir do rebaixamento do que por um acesso. Estamos trabalhando muito para sair desta situação incômoda, todo mundo sabe que não foram poucas parti­das em que o time se apresen­tou bem, mas os resultados não expressam isso e pre­cisam expressar. Tem times que estão com pontuações maiores e não são melhores”, afirmou Baptista.

“Todos os times da Série B têm deficiências, se fizer uma análise de todos, se for fazer uma comparação, se pegar jogador por jogador do Cuia­bá, o Botafogo não deve em qualidade de elenco para ne­nhum outro time que disputa a Série B”, concluiu.

Contratar jogadores não tem sido um empecilho para a BFSA. Desde que assumiu a gestão do Pantera, a empresa capitaneada por Baptista já fez 80 contratações em pouco mais de 2 anos de gestão. Entretanto, para a sequência da Série B, o dirigente não confirmou a che­gada de novos jogadores.

“Sempre temos de estar abertos a boas oportunida­des, não é uma coisa fácil, a maioria dos jogadores que têm se apresentado são do mesmo nível que nós temos aqui. Acredito que o que trouxemos são do mesmo ní­vel, pois todos são qualifica­dos. Gostaria de dar um salto de qualidade, mas está difícil, essas contratações não estão sendo viáveis, tem alguns no­mes, a gente avalia, vai tentar, mas realmente não está fácil”, disse Baptista.

“Jefferson é titular, ele e o Val têm apresentado resul­tados, entra como segundo homem, sofreu uma lesão, por isso que considero como se titular fosse. Walisson Maia na zaga, qualquer um dos três zagueiros que temos podem ser titular. Precisá­vamos repor o Didi à altura, ele tem um status de titular, está preparado, teria espaço em qualquer clube da Série B. Bady tem jogado, Judivan provavelmente vai ser titu­lar agora, tem entrado bem. Todos que vieram são quali­ficados, uns podem demorar um pouco para se adaptar, o Matheus Alessandro é um, o ritmo de jogo é diferente da Série A para a Série B, a pega­da, pode demorar um pouco, estamos contentes com os re­forços que trouxemos, temos certeza que vão dar a resposta necessária”, completou Bap­tista, elogiando os jogadores contratados para a Série B.

Comentários