Barão de Mauá/Futsal Ribeirão se prepara para estrear na elite paulista

0
52
Treino do Futsal Ribeirão para o jogo contra a Uniara - Foto: Renan Bin/FollowX Comunicação
LPF 2020 começa dia 21 de setembro para o time ribeirão-pretano, diante da Uniara/Fundersport, em Araraquara; elenco passou por exames do Covid-19
O elenco do Barão de Mauá/Futsal Ribeirão está pronto para retomar suas atividades, estreando na elite do futsal de São Paulo. Nos últimos dias os atletas e os integrantes da comissão técnica passaram pelo exame Covid RT-PCR no Laboratório Partmed Saúde, em Ribeirão Preto, seguindo os protocolos de saúde e determinações da Liga Paulista de Futsal (LPF) para a retomada das atividades. A competição começa nesta sexta-feira (18) com apenas um jogo. Ribeirão Preto estreia na segunda-feira (21) contra a Uniara/Fundersport, às 20h. O jogo será no Ginásio Gigantão, em Araraquara, sem a presença do público.
A abertura do Estadual será no Ginásio Alaor Ferrari, em Dracena, local do jogo da Intelli contra a Botucatuense – pelo mesmo grupo do Futsal Ribeirão. No entanto, este duelo corresponde à segunda rodada, uma vez que a equipe dracenense disputa a Liga Nacional e solicitou a antecipação do confronto. A competição termina em 13 de dezembro.
Os dois primeiros jogos do Barão de Mauá/Futsal Ribeirão, campeão da Copa Paulista do Interior de 2019 – acesso à primeira divisão – serão fora de casa. Depois do duelo contra a Uniara, o time treinado por André Tártaro enfrenta a Botucatuense no dia 26.
“A Liga Paulista de Futsal é muito forte. É diferente dos torneios que disputamos ano passado. Sobretudo no que se refere ao tempo de jogo. Na Liga é totalmente cronometrado, então um tempo de 20 minutos vira 40 minutos. Além da parte técnica, tem que ter muita atenção e principalmente muito preparo físico”, destaca Tártaro.
Ribeirão está no Grupo D ao lado de Uniara/Fundersport/Araraquara, Tempersul Intelli/Dracena e Associação Atlética Botucatuense. Na primeira fase os jogos serão de ida e volta contra as equipes do mesmo grupo. O primeiro colocado avança direto para as quartas de final, onde cruzará com times dos Grupos B ou C.
⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀
Já o segundo e terceiro entram nas oitavas de final, cruzando contra equipes da Chave A. As fases oitavas, quartas e semifinal serão em jogos de ida e volta, com vantagem do empate na prorrogação para a equipe de melhor campanha. A final terá jogo único com cobrança de pênaltis em caso de empate na prorrogação.
“Estamos seguindo rigorosamente os protocolos para a segurança de todos. Desejamos muito ver a bola rolar e o início da nossa equipe na principal competição de futsal do Estado. Infelizmente a pandemia atrasou o início, mas entendemos que as medidas foram necessárias. Agora é manter o cuidado, ter foco e realizar uma boa competição”, destaca Júnior Borelli, diretor-presidente da equipe de Ribeirão.
“Mas confio muito no time. Fizemos um bom planejamento desde o início da pandemia. Nas três primeiras semanas de muitas incertezas paramos, mas depois voltamos com os treinos físicos por plataformas online. Depois adaptamos e seguimos os protocolos e cuidados, treinando em grama sintética. Não é a mesma coisa, mas foi proveitoso. Agora recentemente [na fase amarela] voltamos à quadra. Estamos num bom nível físico e técnico”, finaliza Tártaro, que vai contar com o reforço do ala Pidaia, recentemente contratado.
Saiba mais nas mídias digitais @futsalribeirao. O Barão de Mauá/Futsal Ribeirão conta com patrocínios do Centro Universitário Barão de Mauá, Sicoob Cooperac, Construtora 3BS, Guaraná Poty, Vitrali Esquadrias, Borelli Contabilidade, Neomix Concreto e Sandrini Ar Condicionado, e apoio da Elleven Fisioterapia, Geração Sport, Fórmula Academia Ribeirão e FollowX Comunicação.
LPF 2020
Grupo A: Mogi das Cruzes Futsal, Taubaté Futsal, Yoka/Milclean/Guaratinguetá e Brutos Futsal/Limeira
Grupo B: Corinthians, Santo André, Futsal Taboão e São Bernardo Futsal
Grupo C: Indaiatuba/Smart/CTI, Pulo Futsal Campinas, N10/Jundiaí e Hortolândia Futsal

Grupo D: Barão de Mauá/Futsal Ribeirão, Uniara/Fundersport, Tempersul Intelli/Dracena e Botucatuense

Comentários