MARCELO CAMARGO/ AG.BR.

O Banco Central lan­çou nesta quarta-feira, 28 de agosto, uma moeda de R$ 1 em comemoração aos 25 anos do Real. Serão colo­cadas em circulação 25 mi­lhões de unidades, por meio da rede bancária, produzidas pela Casa da Moeda.

De acordo com o BC, o núcleo da moeda é feito de aço inoxidável e o anel é de carbono revestido de bronze. O diâmetro da unidade é de 27 milímetros, enquanto o peso é de 7,0 gramas. O bor­do da moeda trará um serri­lhado intermitente.

A moeda comemorativa traz um beija-flor alimen­tando filhotes no verso, uma alusão à primeira moeda de um real que não está mais em circulação. “A moeda exibe, no anverso, em destaque, o beija-flor alimentando seus filhotes no ninho, em alusão à gravura da cédula de 1 real, lançada em 1994”, diz o BC.

O anel dourado apresenta as legendas “25 anos do real “ e “1994 * BRASIL * 2019”. No reverso permanece o padrão da moeda de R$ 1 da segunda família: no núcleo prateado, uma esfera sobreposta por fai­xa e a constelação do Cruzeiro do Sul fazem alusão à Bandei­ra Nacional.

O valor de face “1 real “ e a era “2019” completam a com­posição. No anel dourado, está presente um grafismo indí­gena marajoara”, acrescentou a instituição. O lançamento ocorreu durante a abertura da exposição “Estabilidade Real: 25 anos de existência do pa­drão monetário brasileiro, o Real”, inaugurada no Museu de Valores do Banco Central (BC), em Brasília.

“Para um país que chegou a ter uma inflação mensal de 82% temos agora índices de preços previsíveis condizen­tes com as metas anunciadas, e esperamos manter patama­res ainda menores”, disse o presidente do BC. Roberto Campos Neto, sobre o Plano Real, lançado em 1º de julho de 1994.

Comentários