Botafogo estreia com derrota na Série B

0
173
Foto: Divulgação/Cruzeiro

O Botafogo estreou com derrota na Série B. O Pantera perdeu para o Cruzeiro com o placar de 2 a 1 na noite deste sábado (8). Os gols do confronto, disputado no estádio Mineirão, foram marcados por Cacá e Jean para a Raposa e Wellington Tanque descontou para o Tricolor.

Com o resultado, a equipe ribeirão-pretana ficou na 16ª colocação. O próximo confronto é diante do Confiança na terça-feira (11), às 19h15, no estádio Santa Cruz, em Ribeirão Preto.

Apesar da derrota, o time comandado por Claudinei Oliveira deixa Belo Horizonte com bons sentimentos. Mesmo com poucas alternativas no banco e sem estrear os jogadores contratados, o Botafogo fez uma partida digna e duelou em bom nível com o principal candidato ao acesso.

Saldo positivo para Wellington Tanque, que, mais uma vez foi as redes, desta vez, marcando com o pé, o primeiro com a camisa do Tricolor. O sistema defensivo também se comportou bem, apesar dos dois gols sofridos na partida. Agora, o Pantera tem dois jogos seguidos em casa para se reabilitar na competição.

O jogo

A primeira etapa da partida foi bem movimentada, mas marcada pelo equilíbrio. O Cruzeiro teve 58% da posse de bola e controlou as ações. O Botafogo, bem montado e forte defensivamente, explorou os contra-ataques e deu bastante trabalho para Giovanni e Cacá com o atacante Ronald.

A Raposa assustou primeiro, logo aos 4 minutos. Cáceres fez boa tabela com Stênio e tocou para Mauricio, na pequena área, bater de primeira e levar perigo ao gol defendido por Darley.

O Botafogo respondeu em grande estilo. Aos 10 minutos, Naldo acertou um foguete da entrada da área. A bola tinha endereço certo, mas Fábio, um dos líderes e maiores jogadores da história do time mineiro, fez linda defesa e evitou o gol.

O jogo seguiu equilibrado e a Raposa assustou na mesma moeda, de fora da área. Aos 22 minutos, Marcelo Moreno encheu o pé e exigiu a primeira boa intervenção de Darley no jogo.

O confronto ficou mais morno, o Cruzeiro abusou dos erros de passe e teve dificuldade de atacar. O Pantera, fechadinho, tentava escapar com jogadas de velocidade, mas também pecou no último passe.

A Raposa voltou a assustar somente aos 43 minutos. Maurício pegou rebote na entrada da área e emendou um chute forte. A bola foi travada pela defesa e o placar não foi alterado na primeira etapa.

A volta para o segundo tempo foi mais truncada. O Cruzeiro tentou pressionar e encurralar o Botafogo, que, por sua vez, se fechou bem e travou o jogo da equipe cruzeirense.

Aos 12 minutos, Maurício dominou na entrada da área e soltou o pé. Bem posicionado, Darley caiu e fez outra boa defesa na partida. No rebote, Jordan terminou de fazer o corte.

Mais ofensivo, o Cruzeiro abriu o placar aos 17 minutos. Após escanteio, a bola sobrou para o lateral-direito Cáceres, que cruzou na cabeça do zagueiro Cacá. O defensor subiu mais que o sistema defensivo do Pantera e testou firme para o fundo da rede.

Cacá marcou um dos gols da vitória do Cruzeiro (Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro)

Mais leve com as entradas de Claudinho e Wellington, o Cruzeiro começou a ganhar campo e seguiu dominando as ações do confronto. Claudinei Oliveira, por sua vez, trocou Naldo por Ferreira e colocou Luketa na vaga de Rafinha.

Claudinei lançou mais duas mudanças no Pantera. Trocou Matheus Anjos por Gustavo Henrique e improvisou o volante Jonata Machado na lateral-direita na vaga deixada por Val.

As mudanças surtiram efeito e o Botafogo chegou ao empate. Bolt cruzou na área, Gustavo Henrique ganhou pelo alto e testou firme. Fábio fez boa defesa, mas, no rebote, Wellington Tanque chegou completando e mandou a bola para o fundo do gol.

O Cruzeiro não perdeu tempo e respondeu aos 42 minutos. Wellington rabiscou pelo lado direito e cruzou. A zaga cortou, mas a bola sobrou para Jean, na entrada da área, soltar o pé e colocar a Raposa de novo na frente do placar. Sem força ofensiva, o Botafogo não conseguiu responder e saiu do Mineirão com a derrota.

 

 

Comentários