Foto: Ivan Storti/Santos FC

O Botafogo ficou no empate em 0 a 0 com o Santos na Vila Belmiro em duelo realizado na noite deste sábado (10). No confronto que marcou a estreia de Argel no Pantera e a retomada do Paulistão para a equipe ribeirão-pretana, o desempenho foi melhor do que o ponto somado.

Com o resultado, o Botafogo segue na lanterninha do Grupo A com apenas dois pontos somados. O próximo compromisso é na quarta-feira (14), diante do Ituano, às 22h, no estádio Novelli Júnior.

O Jogo

A primeira etapa do duelo na Vila Belmiro foi bastante movimentada. Repleto de jovens jogadores – o Santos tem duelo decisivo na terça-feira pela Libertadores e poupou seus titulares – o Peixe tentou impor seu ritmo de jogo, mas foi surpreendido por um Botafogo aguerrido, colocando em prática o melhor estilo do novo técnico da equipe, Argel Fucks.

O Santos assustou primeiro, aos 7 minutos. Jean Mota bateu forte de fora da área, mas Igor Bohn, bem postado, espalmou e fez ótima defesa. Minutos depois, aos 11, Luiz Felipe marcou de cabeça após cobrança de falta. Entretanto, o VAR pegou posição irregular e gol foi invalidado.

O Botafogo respondeu aos 16 minutos. Emerson achou lindo lançamento para Richard, que saiu na cara do goleiro John, mas acabou batendo mal na bola e perdeu grande oportunidade.

Com Richard e Dudu ligados na partida, o Pantera passou a controlar as ações da partida e levar perigo em jogadas pelo lado do campo.

Aos 28 minutos, o Botafogo chegou com perigo e estilo. Dudu lançou Emerson na ponta direita, que deixou de calcanhar para Richard chegar soltando um foguete. John espalmou e a bola ainda chegou a bater no travessão.

O Tricolor chegou com perigo novamente aos 31 minutos. Dudu foi para cima da marcação, deixou os defensores do Santos para trás e rolou para Richard, que girou em cima da marcação e bateu firme. Em cima da linha, Alex evitou o gol do Pantera.

Na reta final da etapa, o Santos teve mais duas boas chances. Na primeira, aos 43, Jean Mota bateu de fora da área e Igor Bohn pegou novamente. Aos 36, Ângelo deixou os zagueiros do Botafogo para trás e tocou para Allanzinho, que devolveu para Ângelo, na pequena área, pegar mal na bola e desperdiçar boa oportunidade.

Na volta do intervalo, Argel Fucks mexeu no time e sacou Renatinho para colocar Michel na partida. O jogador, inclusive, teve a primeira oportunidade da etapa complementar.

Aos 11 minutos, Richard avançou pelo lado direito e tocou para Michel, na entrada da área, bater mal de perna esquerda e perder outra boa chance.

Com as mudanças do técnico Ariel Holan, o Santos melhorou na partida, controlou mais as ações, mas não conseguia criar situações claras para marcar e o jogo ficou mas truncado.

Tentando tornar o Botafogo mais ofensivo, Argel trocou Neto Pessôa por Kaio Magno e Dudu por Luketa.

O Santos levou perigo aos 34 minutos. Lucas Venuto fez boa jogada pelo lado esquerdo e cruzou na cabeça de Kaio Jorge. O jovem atacante santista testou mal e desperdiçou a jogada.

Nos minutos finais da partida, o Santos até tentou vencer, mas novamente esbarrou no bem postado sistema defensivo do Pantera, que, por sua vez, se fechou atrás e volta para Ribeirão Preto com um ponto somado.