Foto: José Bazzo/Agência Botafogo

O Botafogo está eliminado do Troféu do Interior. Após empate em 0 a 0 no tempo normal, a Ponte Preta venceu o Tricolor nos pênaltis por 14 a 13, em jogo realizado na noite desta quinta-feira (13), no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas.

Com o resultado, o Pantera dá adeus a competição e foca somente na preparação para a disputa da Série C, onde o Botafogo estreia no dia 30 de maio, contra o São José, às 20h, no estádio Santa Cruz.

Jogando com diversos desfalques e muitos garotos da base, o Tricolor não fez grande partida, mas mostrou muita vontade e disposição. O empenho é uma marca registrada de Argel e isso pode fazer a diferença para o Tricolor na sequência da temporada.

Ponto positivo para os jovens, que mostraram estar preparados para ajudar na Série C, e o treinador botafoguense, que cumpriu sua missão. Nota negativa para a diretoria, que mais uma vez montou um elenco desequilibrado e vai precisar ir ao mercado se quiser ter um time competitivo para brigar pelo acesso.

O Jogo

A primeira etapa do duelo disputado no Moisés Lucarelli foi jogado por uma equipe que quis vencer, propor seu estilo, buscar o ataque e outra que brigou bastante, mas não conseguiu criar situações e ficou encurralada durante os 45 minutos.

Dona da partida, a Ponte Preta começou a levar perigo aos 9 minutos. Após cobrança de falta, Dawhan subiu sozinho e testou firme. A bola quase surpreendeu o goleiro Caio.

Sem conseguir sair da marcação da Ponte, o Botafogo seguiu sendo pressionado. Aos 19 minutos, após cruzamento na área, Luan tentou cortar, mas quase mandou a bola contra o próprio patrimônio.

A Macaca levou perigo novamente aos 30 minutos. Camilo bateu falta da entrada da área com muito efeito e a bola explodiu na forquilha. Estreante, o goleiro Caio apenas observou.

Nos minutos finais da etapa, o Pantera até tentou se aventurar no setor ofensivo, mas com um time muito espaçado dentro de campo, as ações ofensivas ficaram bastante complicadas e o jogo foi para o intervalo empatado.

A Ponte voltou em cima e quase abriu o placar aos 3 minutos. Apodi recebeu na direita e cruzou na cabeça de Camilo, que testou firme, tirou de Caio, mas mandou a bola para fora.

Tentando melhorar o meio-campo botafoguense, Argel Fuchs sacou João Pedro e colocou Caetano na partida. Minutos depois, o treinador tirou Luan e colocou o atacante Bruno Santos na partida.

As mexidas melhoraram o Pantera, que perdeu grande chance de abrir o placar aos 34 minutos. Bruno Santos roubou do zagueiro e serviu Renatinho, que invadiu a área, e soltou uma bomba. Bem posicionado, Ygor Vinhas fez grande defesa e salvou a Ponte.

Aos 41 minutos, Argel mexeu no ataque do Pantera. Luketa deixou a partida e o veterano Rafael Marques foi lançado no jogo.

No apagar das luzes, aos 46 minutos, o Botafogo perdeu outra grande oportunidade. Após confusão na área, a bola sobrou para Bruno Santos, que bateu de perna esquerda e o goleiro Ygor Vinhas fez outro milagre no Moisés Lucarelli. O lance foi o último da partida e o jogo foi para os pênaltis.

Após longa disputa, a Ponte Preta venceu nas penalidades com o placar de 14 a 13. Renatinho e Martineli desperdiçaram as cobranças que eliminaram o Tricolor do Troféu do Interior.