Brodowski recebe a banda Rod Hanna

0
79
FERNANDO ALVES

A disco music é a atração do final de semana na Socieda­de Recreativa de Brodowski. A banda Rod Hanna vai subir ao palco às 22 horas deste sábado, 7 de dezembro, para fazer todo mundo dançar ao som de suces­sos dos anos 1970, 80 e 90. Os ingressos para a Área Vip (open bar) custam R$ 90. A Mesa Prata sai por R$ 450, a Ouro custa R$ 500 e a Diamante, R$ 600 – to­das têm quatro lugares. Estão à venda on-line no site www.gui­cheweb.com.br (Guichê Web).

Em Brodowski, os pontos físicos são Marisa Modas (rua General Carneiro nº 911), o LBR Auto Posto (avenida Dom Luiz do Amaral Mouzinho nº 235) e na bilheteria da Socie­dade Recreativa que fica na rua General Carneiro nº 750, no Centro. Em Jardinópolis, podem ser adquiridos na Ivete Flores (avenida Visconde do Rio Branco nº 185) e Taugi Mo­das (rua Rui Barbosa nº 216).

O clube vai aproveitar os embalos de sábado à noite com um flash back imperdível, que vai transformar o salão de dan­ça em discoteca. A banda Rod Hanna tem sete CDs e quatro DVDs lançados com releituras de grandes hits e também com­posições inéditas. Formada há 30 anos – o casal que dá nome ao grupo, Rodrigo Laguna e Nora Hanna, cantam juntos des­de 1986 –, já fez parceria com os americanos A Taste of Honey, Boys Town Gang e o ex-The Commodores David Cochra­ne, além dos brasileiros Kiko Zambianchi, As Frenéticas, Luiz Schiavon (RPM), Thomas Roth, DJ Memê e Tuta Aquino.

A Rod Hanna tem em seu vasto repertório canções me­moráveis de filmes musicais e cinebiografias como “Rocket­man”, “Mamma Mia”, “Grease”, “Os embalos de sábado à noite”, “Bohemian Rhapsody”, “Rock of Ages”, “Dirty Dancing”, “Nasce Uma Estrela” e “Moulin Rouge”. Medleys com grandes hits dis­co dos anos 1970, 80 e 90 (indo de Donna Summer a Bruno Mars), uma releitura dançan­te de “Shallow”, da nova versão do filme “Nasce Uma Estrela”, e “New Old Love”, parceria com David Cochrane, ex-integrante do grupo The Commodores, são outros destaques.

Os shows da banda Rod Hanna costumam ser uma grande celebração, com di­reito a um clima dançante e repleto de alegria e energia positiva. Essa é a receita que proporcionou a eles consa­gração e longevidade, fazen­do da sua arte uma deliciosa máquina do tempo que traz de volta o que houve de me­lhor na música para as novas gerações, com roupagem con­tagiante, original e intensa.

O espírito da disco music marca o show, como tem sido praxe nas apresentações do Rod Hanna, o grupo brasileiro que melhor trouxe para os palcos esse ritmo tão marcante e que ca­tiva fãs de todas as faixas etárias desde a década de 1970. Criada em Ribeirão Preto, a banda lan­çou o seu primeiro CD em 1994, com produção a cargo de Kiko Zambianchi, e hoje é a número 1 em flash back no Brasil.

Desde o início, tinha como proposta resgatar a sonori­dade contagiante, criativa e divertida da disco music, con­vidando o público a “abrir as suas asas e soltar suas feras”. Sua proposta artística abrange todos os ângulos do entreteni­mento, com direito a músicas icônicas, cenários marcantes, figurinos estilosos, e coreogra­fias arrebatadoras e sempre re­pletas de cor e alto astral.

Além de Rodrigo Laguna e Rod Hanna, a banda, segundo o Facebook oficial, é formada por Dri Radael, Pedro Sossego, Réo, Manga Morais, Gabriel Locher, Duda Costa, Lucia­na Hanna, Dê Santana, Ruan Paiva, Thalícia Bozza, Letícia Paola, Horácio Silveira, Bento, Yellow, Breno e Adriana.