Público de várias faixas etárias participam das sessões do Cauim, que serão retomadas após a pandemia - Foto: Divulgação

Cineclube espera fim da pandemia para retomada de projetos

O Cineclube Cauim é uma daqueles acontecimentos existentes na cidade que sempre nos surpreendem. Por exemplo, poucas pessoas sabem que ele é o maior cineclube do mundo e também um dos que mais tempo está na ativa, sempre atuante. Agora em 2020, o Cauim completa 41 anos. Nascido da associação de jovens amantes da cultura, em 1979, o Cauim hoje está em uma sala com setecentos lugares, com projeção digital, ar-condicionado central, lanchonete e com uma tela de projeção digna dos grandes cinemas do mundo.

Durante essas quatro décadas, além do cinema, o Cauim esteve presente também em projetos culturais de literatura, teatro, música, artes plásticas e fotografia. Outra característica do Cauim é a participação ativa na vida da cidade em projetos de cidadania e da comunidade.

“O Cauim nunca teve em uma fase tão boa. Foi um início de ano fabuloso. Estávamos com os projetos importantíssimos. Nós nos preparamos nesses 40 anos para termos projetos desse calibre. Eles estavam andando e tivemos a pandemia, mas a gente vai continuar”. O comentário é do diretor do Cauim, Fernando Kaxassa, ao se referir a projetos que estavam lotando as salas do cineclube

Os projetos citados são “Escola vai ao Cinema”, realizado ininterruptamente desde 2004, “Cinema Para Todos 2020”, “Cinema e Literatura” e “Cine Pop”.

O Cinema Para Todos é um projeto de difusão de acervo audiovisual e de formação de público para o cinema. O objetivo é dar acesso ao cinema a 91 mil pessoas, através de 365 Sessões de cinema, apresentando ao público no mínimo 20 filmes e uma oficina de audiovisual para mil participantes. O projeto contempla ainda o transporte de parte do público. Na oficina de audiovisual, jovens e adultos a aprenderam sobre o cinema e sua linguagem.

O projeto Escola Vai ao Cinema em parceria com a Secretaria Municipal de Educação consiste na realização de sessão de cinema diária com os alunos da rede municipal de ensino. A estimativa de público atendido é de 17.400 alunos dos Ensinos Infantil, Fundamental e Educação para Jovens e Adultos (EJA) em 87 sessões, com público médio de 200 alunos por sessão.

O projeto Cinema e Literatura consiste na realização de 40 sessões de cinema com exibição de filmes e debates destinados a estudantes da rede pública municipal e estadual. Os filmes são relacionados à literatura e são utilizados como ferramenta de aprendizado.

O projeto Cine Pop tem o objetivo de formar público. Gratuito, ele atende 25 cidades da região, com foco no público em geral, escolas públicas municipais, estaduais e privadas. O projeto prevê a realização de 264 sessões de cinema no ano, atingindo um publico estimado em 66 mil pessoas. Todas as atividades são gratuitas.