Com restrições, reta final do Paulista tem jogos em palcos inusitados

0
34
© Alexandre Battibugli /FPF/Direitos Reservados

Ituano e Ferroviária no Canindé? Inter de Limeira e Oeste na Arena Corinthians? Guarani e São Paulo na Vila Belmiro? A restrição de locais autorizados a receberem partidas de futebol no estado de São Paulo devido à pandemia do novo coronavírus (covid-19) provocou cenários inusitados na tabela com as datas e horários das duas rodadas finais da primeira fase da Série A1 (primeira divisão) do Campeonato Paulista.

A condição dada pelo governo estadual à Federação Paulista de Futebol (FPF) para a volta da competição a partir da próxima quarta-feira (22) é de realizar partidas somente em cidades que estejam, pelo menos, na fase amarela do Plano São Paulo (o projeto para flexibilização da quarentena, em cinco etapas). Quanto mais avançada ela é, menor a restrição, denotando maior controle da disseminação do vírus. A amarela é a terceira delas.

Até o momento, somente a cidade de São Paulo, a maior parte da região metropolitana da capital, Baixada Santista (litoral sul) e Vale do Ribeira se encontram nesta fase. Significa que Corinthians, Palmeiras, São Paulo, Santos, Oeste (Barueri) e Água Santa (Diadema) poderão realizar partidas em seus estádios. O Santo André também teria esta condição, mas o estádio da cidade homônima é utilizado como hospital de campanha.

Canindé (que pertence à Portuguesa), Arena Barueri, Primeiro de Maio (São Bernardo do Campo) e José Liberatti (Osasco) também serão aproveitados na conclusão da fase de grupos. Já as equipes de cidades não liberadas pelo governo estadual para abrigarem jogos são Ituano, Ferroviária, Ponte Preta, Novorizontino, Mirassol, Inter de Limeira, Botafogo de Ribeirão Preto, Guarani e Red Bull Bragantino. Todos as partidas serão realizadas com portões fechados.

Cronograma

O calendário indica a volta do futebol em São Paulo na próxima quarta (22), às 16h30 (horário de Brasília), com Ituano e Ferroviária no Canindé abrindo a 11ª rodada. No mesmo dia, às 19h15 (horário de Brasília), a Ponte Preta mede forças com o Novorizontino na Arena Barueri e o Santos recebe o Santo André na Vila Belmiro. Já às 21h30 (horário de Brasília) será a vez do clássico entre Corinthians e Palmeiras na Arena do Timão.

A rodada continua no dia seguinte com Água Santa e Mirassol às 15h (horário de Brasília), em Diadema. Às 17h30 (horário de Brasília), tem Inter de Limeira x Oeste na Arena Corinthians. Por fim, às 20h (horário de Brasília), o Guarani visita o Botafogo em São Bernardo, a mais de 330 quilômetros de Ribeirão Preto, e o São Paulo recebe o Bragantino no Morumbi.

A primeira fase do Estadual termina no dia 26, um domingo, com todos os jogos às 16h (horário de Brasília). Entre os duelos marcados em lugares inusitados estão Bragantino e Botafogo em Osasco, Ferroviária e Inter de Limeira no Morumbi, Mirassol e Ponte Preta em São Bernardo, Novorizontino e Santos na Arena Corinthians, Guarani e São Paulo na Vila Belmiro e Santo André e Ituano no Canindé. Apenas Oeste (que pega o Timão em Barueri) e Palmeiras (que enfrenta o Água Santa no Allianz Parque) jogarão em casa.

O Plano São Paulo é reanalisado a cada 14 dias, às sextas-feiras. Uma nova revisão, a princípio, está prevista para 24 de julho, com validade a partir do dia 27, uma segunda-feira. Para poderem jogar em seus estádios no mata-mata, os times deverão estar na fase amarela na próxima atualização. As quartas de final serão em 29 de julho, com as semifinais em 2 de agosto e as duas partidas da final previstas para 5 e 8 de agosto.

Edição: Fábio Lisboa

Comentários