RODRIGO COCA/AGÊNCIA CORINTHIANS

O Corinthians informou nesta segunda-feira que rece­beu uma advertência da se­cretaria de Estado da Saúde de São Paulo por causa da quebra dos protocolos por parte de alguns torcedores no primeiro jogo do time com público des­de o início da pandemia. Em nota, o clube paulista pediu a colaboração da torcida para evitar punições.

“A advertência se deu mo­tivada pelo fato de a ocupação de alguns setores da torcida não respeitar a necessidade de distanciamento entre pessoas, o que levou ao entendimento de condição de aglomeração pelo órgão”, informou o clube. O clube foi alertado pelas au­toridades de que a reincidência poderá acarretar punições que, se ocorrerem, poderão afetar não apenas as previsões finan­ceiras como também a própria campanha no Brasileirão.”

A aglomeração dos torce­dores aconteceu no primeiro, e ainda único, jogo do Corin­thians com torcida na Neo Química Arena desde mar­ço de 2020. Na vitória sobre o Bahia, por 3 a 1, no dia 5, 10.624 torcedores estiveram presentes nas arquibancadas do estádio corintiano (foram 10.470 pagantes).

A expectativa do clube era contar com 14.600, o que equivaleria aos 30% liberados para o estádio neste momen­to. A mesma quantidade será permitida para o jogo contra o Fluminense, na quarta, pela 26ª rodada do Brasileirão.

Com medo de receber nova advertência e possível punição, o Corinthians pe­diu a colaboração dos torce­dores. “O clube foi alertado pelas autoridades de que a reincidência poderá acarretar punições que, se ocorrerem, poderão afetar não apenas as previsões financeiras como também a própria campanha no Brasileirão. Portanto, pe­dimos aos nossos torcedores atenção e intensa colabora­ção na partida contra o Flu­minense.”

O clube reiterou a neces­sidade de “respeito à necessi­dade de distanciamento entre as pessoas, uso constante de máscara de proteção facial e higienização das mãos” du­rante cada jogo da equipe.