Desenvolvedor faz ‘Doom’ rodar em um teste de gravidez

0
21

Uma piada interna da comunidade de games é fazer com que o clássico jogo “Doom”, de 1993, rode em dispositivos inusitados. Agora, um desenvolvedor deu um passo além nessa brincadeira: graças a ele, foi possível rodar o game em um teste de gravidez.

Não é um teste de gravidez comum, no entanto, mas sim um que foi levemente adaptado, recebendo uma tela monocromática OLED de 128×32 que permitiria exibir o jogo, além de incluir um processador personalizado, então o formato do teste é apenas uma casca para um minicomputador customizado.

O desenvolvedor Foone Turing chegou a divulgar um vídeo do aparelho “rodando” o jogo “Skyrim”, mas na verdade se tratava apenas da execução de um vídeo, e não do game. Após algumas mudanças adicionais, ele conseguiu conectar um miniteclado ao seu computador pouco usual para efetivamente executar o jogo “Doom”, que é extremamente leve para os padrões computacionais dos dias de hoje.

O efeito alcançado por Foone é interessante. É particularmente impressionante que, mesmo com uma telinha de resolução ínfima e apenas duas cores, ainda é possível perceber os efeitos de profundidade do jogo.

Doom nos lugares mais inusitados

Para se ter uma ideia do quão popular é a ideia de fazem “Doom” rodar em equipamentos inusitados, em 2019 um grupo de hackers brasileiros conseguiu atacar um site da Nasa para rodar o game pelo navegador.

Em 2018, quando o polêmico John McAfee anunciou uma carteira de criptomoedas “à prova de hackers”, com a promessa de US$ 100 mil para quem conseguisse quebrar sua segurança. Bastou uma semana para rodarem “Doom” nela.

Já em 2016, alguém teve uma ideia ao ver um teclado conceitual, em que cada tela contava com uma telinha pequena de 48×48. Obviamente, a primeira coisa que alguém fez quando conseguiu colocar as mãos no aparelho? “Doom”, obviamente.

Via Olhardigital

Comentários