‘Disco music’ vai invadir o Pedro II

0
17

O Theatro Pedro II vai virar uma discoteca em 19 de julho, terceiro domingo do mês, às 20 horas, depois do isolamento social e da quarentena impos­tos pela pandemia de coro­navírus. O maior patrimônio cultural de Ribeirão Preto re­ceberá o espetáculo “Embalos de sábado à noite – O musi­cal”, com canções que marca­ram toda uma época, em uma charmosa e dançante atração 100% ao vivo.

Com uma estrutura es­plêndida de equipe e várias trocas temáticas de figurinos, o musical encanta e emociona o público de todas as idades, e conta com o incrível recurso de projeção mapeada 3D, que causam um impacto visual im­pressionante e uma imersão fantástica na “era disco”.

O espetáculo inicia nos tempos atuais, onde o narra­dor, um jovem apaixonado e conhecedor da era mais dan­çante e marcante já existente, conduz de forma descontraída a plateia a uma inesquecível via­gem no tempo. Com muita mú­sica e dança, os cantores e dan­çarinos contagiam a plateia com o espírito da “era disco”, trazendo sucessos icônicos dos maiores cantores e grupos da época.

Quem nunca dançou ao som de “Dancing Queen” do grupo Abba, cantou os agu­dos de “Stayin’ alive” do Bee Gees, se divertiu com o Village People performando “Macho man” e “YMCA”, e se encan­tou com as poderosas vozes das musas black, como Glória Gaynor, entre outras? Essas são apenas algumas das can­ções e artistas que embalam este incrível espetáculo.

Além do experiente e talen­toso elenco, o espetáculo conta com a direção de grandes mes­tres da cena artística da atua­lidade. Com direção musical do maestro Eduardo Pereira, coreografias de Tatiana Abbia­ti, direção residente de Ewer­ton Novaes e direção geral do renomado diretor Bruno Rizzo, que assina a direção de grandes espetáculos como “Queen Expe­rience In Concert”, “Abba Expe­rience In Concert”, “A Bela e a Fera In Concert”, entre outros.

O filme
O filme “Os embalos de sá­bado à noite” (“Saturday night fever”0, do diretor John Ba­dham, lançou John Trabolta ao estrelato nos ano 1970, no auge da “era disco”. Com trilha so­nora dos irmãos Gibb – Barry, Maurice e Robin, os Bee Gees –, a produção é um ícone da discoteca e conta a história de Tony Manero (Travolta), que trabalha em uma loja de tintas no Brooklyne, Nova York.

Nos finais de semana, ele se veste bem e vai com amigos à discoteca, onde se inscreve em concurso de danças. Tony aca­ba vencendo o concurso mas não fica satisfeito por achar que os segundos colocados são, em realidade, superiores a ele e sua parceira e que só não levaram o prêmio por serem latinos.

Os ingressos R$ 120 (pla­teia A), R$ 100 (plateia e frisa), R$ 80 (balcão nobre) e R$ 70 (balcão simples). Já a meia-en­trada só vale para estudantes com carteirinha da instituição de ensino, professores da rede pública (municipal e estadual) com apresentação de holerite ou documentação e aposenta­dos e idosos acima de 60 anos com documento comprobató­rio (cédula de identidade, RG).

Essas pessoas têm 50% de desconto e, no primeiro lote, para compra antecipada ou online, vão pagar R$ 60, R$ 50, R$ 40 e R$ 35, respectivamen­te. Os ingressos serão vendidos no guichê do teatro e no site especializado Ingresso Rápido (www.ingressorapido.com.br) tem taxa de administração.

Não será permitida a en­trada após o início do espetá­culo. Quem chegar atrasado também não poderá trocar o ingresso e não haverá devolu­ção de dinheiro. A Fundação Pedro II também proíbe o con­sumo de comidas e bebidas no local. O teatro fica na rua Álva­res Cabral nº 370, no Quartei­rão Paulista, Centro Histórico de Ribeirão Preto.

O local tem capacidade para 1.588 pessoas, mas parte foi interditada por segurança. Atualmente conta com 1,3 mil lugares. Telefone para mais in­formações: (16) 3977-8111. O espetáculo não é recomendado para menores de 12 anos devi­do ao horário.