GOVERNO DE SÃO PAULO

O governador João Do­ria (PSDB) assinou, na ma­nhã desta quinta-feira, 13 de maio, a ordem de serviço para o início das obras de modernização e melhorias na Rodovia Mário Donegá (SP- 291), no trecho entre Ribei­rão Preto, Dumont, Barrinha e Pradópolis. O tucano tam­bém entregou ônibus escola­res para cidades da região.

“A ampliação da Rodovia Mário Donegá não só vai agili­zar o escoamento da produção agrícola da região de Ribeirão Preto como também melhorar a qualidade do transporte, agi­lidade e a segurança das pes­soas que, mesmo fora do agro, têm o direito de ir e vir com mais segurança e um menor tempo de deslocamento entre trabalho, casa ou para lazer”, afirmou o governador.

A solenidade foi realizada no trevo de Dumont e contou com a participação de vários prefeitos de municípios da região. A ordem foi assinada mais de um ano depois de o Estado publicar o edital de li­citação para contratação do pacote de obras, em 19 de feve­reiro de 2020.

A intervenção está sob responsabilidade do Departa­mento de Estradas de Roda­gem (DER), órgão vinculado à Secretaria Estadual de Logísti­ca e Transportes. A cerimônia foi protocolar, já que a primeira ordem de serviços para iniciar as obras de duplicação já havia sido emitida em 26 de abril. A intervenção vai beneficiar mais de 776 mil habitantes da região de Ribeirão Preto.

O investimento do governo do Estado, por meio do De­partamento de Estradas de Ro­dagem, é de R$ 56,6 milhões. Com a emissão desta nota de serviço, o Consórcio Santos Dumont – vencedor do pro­cesso licitatório –, pode iniciar os trabalhos na pista. Nos pri­meiros dias, a empresa mon­tará o canteiro de obras e fará medições na estrada. Em dez dias, máquinas já serão empre­gadas nos serviços, divididos em três lotes.

O primeiro lote do pacote de obras prevê a recuperação do pavimento asfáltico da ro­dovia do quilômetro zero ao 10,1, entre Ribeirão Preto e a cidade de Dumont. No segun­do, a pista da Mario Donegá será duplicada do quilômetro 10,1 ao 12,3, no trecho urbano de Dumont. Já no terceiro lote, as equipes vão realizar traba­lhos para a recuperação da pis­ta do quilômetro 12,3 ao 26,3, passando pelo município de Barrinha até Pradópolis.

Além disso, as vias de aces­so SPA 193/053 e SPA 197/253 também foram contempladas e serão modernizadas em toda a sua extensão. A sinalização de solo, placas e sistema de drenagem serão renovadas em toda a extensão das obras. A previsão é que os serviços se­jam executados em 18 meses.

“A SP 291 é importante cor­redor logístico para escoamen­to da produção agrícola local e via de acesso a um importante polo regional de serviços, que é Ribeirão Preto”, afirma o secre­tário de Logística e Transpor­tes, João Octaviano Machado Neto. Diariamente, a Mário Donegá é utilizada por mais de 14 mil pessoas.

Desta forma, os projetos de obras foram desenvolvidos com o objetivo de proporcio­nar mais segurança aos usuá­rios, em seus deslocamentos cotidianos, e também fomen­tar a economia da região, me­lhorando o fluxo dos veículos de carga. As obras na Rodovia Mário Donegá vão gerar 280 postos de emprego na região de Ribeirão, sendo 80 diretos e 210 indiretos. A orientação é que as empresas vencedoras usem mão de obra local.

“O Estado de São Paulo transporta internamente ou por ele atravessa, vindo de ou­tros Estados, 1,2 bilhão de to­neladas de cargas e milhões de pessoas. Com os investimentos que estão sendo feitos aqui, te­remos mais segurança viária e desenvolvimento socioeconô­mico para a nossa região”, diz o prefeito de Ribeirão Preto, Duarte Nogueira (PSDB).

Ônibus escolares
O governador também entregou 15 ônibus escolares para 13 municípios da região de Ribeirão Preto, com inves­timento estadual de R$ 3,7 milhões. As cidades contem­pladas são Águas da Prata, Colômbia, Guaíra (3), Gua­tapará, Itirapuã, Ituverava, Jardinópolis, Rifaina, Santa Cruz da Esperança, Santo Antônio da Alegria, Serra Azul, Taiúva e Viradouro.

Desde janeiro de 2019, o Estado investiu R$ 211,6 mi­lhões na compra de 868 ôni­bus. Desse total, 757 já foram entregues – 331 apenas em 2021 – a 432 municípios. Os ônibus entregues são do mo­delo ORE 3, da Volkswagen, e possuem capacidade para transportar até 59 estudantes sentados. São equipados com dispositivo para poltronas móveis (DPM) que facilita o embarque e desembarque de estudantes com deficiência ou mobilidade reduzida.