Esporte e Solidariedade

0
86
DIVULGAÇÃO

O esporte é um agente transformador universal. As histórias de pessoas que mu­daram de vida a partir de uma modalidade esportiva são inú­meras. Seja no Brasil, ou em qualquer lugar do planeta, o esporte sempre será uma ferra­menta de transformação.

Abraçado a isso, o skatista ri­beirão-pretano Vinicius Tinoco rumou para os Estados Unidos com dois objetivos. Realizar o sonho de andar de skate na Ca­lifórnia, que é conhecida com a Meca do Skate, e aplicar em território americano os ensina­mentos que teve na cidade de Ribeirão Preto.

Ainda em 2005, quando era apenas um jovem sonhador, Ti­noco trabalhou no projeto social chamado “Skate na Febem”, que era conduzido por seu amigo Sandro Soares, o “Testinha”.

Há 11 anos, o ribeirão-pretano Vinicius Tinoco fundou nos Estados Unidos a Next Up

“O nosso objetivo com esse programa era ensinar aquelas crianças que tinham perdido a liberdade que o skate imita a vida. Assim como no esporte, você cai, se machuca e levan­ta novamente para tentar uma manobra. Na vida nós podemos fazer a mesma coisa quando co­metemos algum erro. Essa era a mensagem que a gente passava dentro da Febem, eles tinham cometido erros, mas também poderiam ter a chance de mudar de vida e seguir de forma saudá­vel”, afirmou Tinoco.

Em janeiro de 2006, o sonho do brasileiro, oriundo do Quin­tino II, bairro que fica localizado na periferia de Ribeirão Preto, começou a ganhar forma. Ti­noco embarcou para os Estados Unidos sem falar sequer uma palavra em inglês.

Projeto social visa tirar das ruas crianças de baixa renda na cidade de Anaheim, na Califórnia

Três anos depois, em 2009, o brasileiro foi para a segunda etapa dos seus sonhos e criou o projeto social “Next Up Fou­ndation”, organização sem fins lucrativos que dá aulas de ska­te para as crianças. Diferente do que fazia no Brasil, Tinoco procurou um trabalho mais abrangente e preventivo. Desta forma, a missão da Next Up é atender crianças e adolescentes de bairros carentes da cidade de Anaheim, na Califórnia.

O foco do projeto é incenti­var os alunos a terem interesse imediato na escola, promover o ensino superior e mostrar aos alunos de ensino básico e funda­mental quais carreiras eles po­derão seguir quanto chegarem à fase adulta da vida.

Com 11 anos de existência, a Next Up já atendeu mais de 2.700 estudantes entre 10 e 18 anos. No total, mais de 20 mil vi­sitas já foram feitas pelos alunos.

“Quando eu vim para cá eu prometi para o Sandro que faria aqui algo parecido com o que fa­zíamos no Brasil e em 2009 com a ajuda de alguns amigos eu fun­dei a Next Up. Esse projeto sig­nifica a minha missão de vida”, disse Vinicius Tinoco.

Em entrevista ao “Esporte Espetacular”, em 2017, Tinoco ressaltou a importância do pro­jeto e comparou os índices de pobreza do Brasil com os dos Estados Unidos.

“Nós brasileiros achamos que não tem pobreza nos EUA, não tem necessidade, não tem falta de educação… tem! Aqui os problemas são tão ruins quanto os do Brasil, talvez em diferentes níveis porque os EUA são um país desenvolvido. Aqui existem muitos problemas com drogas.

A Next Up tem uma linha exclusiva de tênis fabricada em parceria com a Vans

As crianças que frequen­tam a Next Up estão expostas a todo tipo de droga que você pos­sa imaginar. Os bairros que são menos privilegiados, não têm escolas públicas boas”, destacou.

A função social do projeto, inclusive, é constantemente re­conhecida pelas autoridades de Anaheim. Em 2013, a Next Up recebeu um prêmio na cidade por conta dos excelentes servi­ços prestados a comunidade.

Já em 2017, o projeto foi premiado pela Transworld Ska­teboarding, uma das maiores revistas do segmento, também pelos serviços sociais prestados na cidade de Anaheim.

A parceria fez tanto sucesso no município, que hoje a Next Up funciona num prédio publi­co que foi cedido pela prefeitura de Anaheim. Com uma estrutu­ra melhor, a ideia é levar ainda mais crianças para o projeto.

Qualquer um que quiser pode chegar e usar o espaço. As condições são simples: ter aulas de inglês, matemática e computação duas vezes por semana com os monitores da Next Up Foundation.

“Todas as crianças aqui são skatistas, eles adoram o skate e a gente usa o gancho do ska­te para chamar atenção deles e educá-los. A nossa missão é através da educação, arte e ska­te poder tentar quebrar o ciclo de analfabetismo não só de ler e escrever, mas que eles possam ir para o segundo grau, ingres­sem na faculdade, tentarem ir o mais distante que eles puderem. Atingir o melhor deles! Quebrar também o ciclo com drogas e gangues, porque em Anaheim é forte”, finalizou.

Além das aulas praticas e teóricas, os alunos também participam de palestras com grandes nomes da modalidade. Bob Burnquist, Sandro Dias e Leticia Bufoni são alguns dos skatistas que já falaram para os alunos da Next Up.

O sucesso do projeto em ter­ritório americano foi tão grande, que o programa pousou tam­bém no Brasil. A Next Up hoje conta com polos nas cidades de Ribeirão Preto, Sertãozinho e Franca. Tinoco revelou também que seu sonho é construir a sede do projeto em Ribeirão.

“Eu estou muito feliz com a expansão do nosso proje­to. Temos polos em Ribeirão Preto, Sertãozinho e Franca. A minha missão é construir a nossa sede na cidade de Ri­beirão Preto e fazer toda essa diferença que a gente faz aqui nos Estados Unidos, na cida­de onde eu nasci”, concluiu.

A história de Vinicius Ti­noco e a Next Up estão repre­sentadas no episódio desta semana do programa Tribuna Vittrine. Num bate papo com Maybi Ohana, Tinoco falou sobre o projeto, expansão e o futuro de seu programa. O Tribuna Vittrine pode ser as­sistido através das redes so­ciais do Jornal Tribuna.

Lenda da Califórnia
Um dos maiores nomes da história do Skate, a lenda califor­niana Tony Hawk, é um dos gran­des nomes da modalidade que já passaram pela Next Up. O astro do Skate, que leva o nome da maior franquia de games do esporte, inclusive, elogiou o projeto.

Tony Hawk é considerado um dos maiores nomes da história do skate mundial

“Gostaria de dizer que eu apoio Next Up Foundation. Eu acredito na missão deles, espe­cialmente incorporando o skate na educação e escolhas saudá­veis. Está totalmente de acordo com o que a gente faz na nossa fundação de construir pistas de skate em áreas de baixa renda. Continuem com o trabalho”, afirmou Tony Hawk.

Comentários