Estoque de sangue zera no Hemocentro

0
33
DIVULGAÇÃO/EBC

O Hemocentro de Ribei­rão Preto está com os esto­ques de sangue dos tipos A e O negativos zerados e essa situação pode até suspender cirurgias em hospitais abas­tecidos pelo hemonúcleo. São necessários para o A negati­vo (A-) ao menos 20 bolsas e para o O negativo (O-) pelo menos 72 bolsas par atender à demanda de uma semana.

O doador pode optar por ir ao Posto de Coleta na rua Quintino Bocaiuva nº 470, em Higienópolis, na região central de Ribeirão Preto, ou na Uni­dade Campus da Universidade de São Paulo (USP), próximo ao Hospital das Clínicas da Fa­culdade de Medicina.

O funcionamento do Posto de Coleta é das sete horas às 12h30. Na Unidade Campus, vai das sete horas às 16h30. O doador pode ir direto a um desses locais ou, se preferir, agendar pelo 0800.979.6049 ou pelo site hemocentro.fmrp.usp.br.

Todos os protocolos de segurança contra a covid-19 foram implantados pelo He­mocentro para garantir a segurança de doadores, pa­cientes e funcionários.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que o número de doadores de san­gue de um país seja de 3% a 5% do total da população.

No Brasil, porém, de acor­do com dados do Ministério da Saúde, este índice está abai­xo de 2%. Entre outros, um dos requisitos básicos para ser um doador é ter entre 16 e 69 anos desde que a primeira doação seja realizada até os 60 anos (menores de idade precisam de autorização e presença dos pais no momento da doação).

Também deve estar em boas condições de saúde, pe­sar no mínimo 50 quilos e não ter feito uso de bebida al­coólica nas últimas doze ho­ras. Na hora da doação, deve apresentar um documento oficial com foto – Registro Geral (RG, a cédula de iden­tidade), Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e etc. – em bom estado de conser­vação. Após o almoço ou in­gestão de alimentos gorduro­sos, aguardar três horas. Não é necessário estar em jejum.

Comentários