20 C
Ribeirão Preto
21 de fevereiro de 2024 | 9:27
Jornal Tribuna Ribeirão
Show acontece neste sábado (25), às 15 horas, na Biblioteca Sinhá Junqueira: a entrada é aberta e gratuita (Divulgação)
Início » Festival Potências Pretas traz show de Alessandro Machado
Cultura Destaque

Festival Potências Pretas traz show de Alessandro Machado

Começou na última terça-feira, 21 de novembro, a 2ª edição do “Festival Potências Pretas”, na Biblioteca Sinhá Junqueira, em Ribeirão Preto, na rua Duque de Caxias547, Centro. A entrada é aberta e gratuita. A programação vai até este sábado (25) e reúne artistas que são ícones da música e da cultura preta local e nacional. 
 
O cantor, compositor e violonista Alessandro Machado é uma das atrações do festival e apresenta no sábado, às 15 horas, o show “Abraço” com canções autorais compostas ao longo de sua carreira, além de releituras de sucessos de grandes artistas brasileiros. 
 
A proposta do músico com essa produção é fazer uma breve viagem pelo processo e pela história das suas composições autorais.  No repertório, destaca canções próprias como “Caridade”, “Abrigo”, “Emoção” e “Abraço”, que dá nome ao show.  
 
“Essa última música está associada à minha relação com a família e ao meu apreço pela troca de energia dentro de um abraço. A mesma troca que sinto quando estou diante da plateia”, comenta. A canção, que foi feita durante a pandemia da covid19, é praticamente um manifesto de amor ao mundo. 
 
Parte das influências musicais do compositor estarão no show, que ele nomeia como Ivan Lins, Djavan, Jackson do Pandeiro, Jorge Vercilho, Dorival Caymmi, entre outros. Para Ale Machado, a música preta é uma potência da cultura brasileira capaz de unir as pessoas.  
 
“Fiquei muito feliz em ser selecionado para o ‘Festival Potências Pretas’. Essa participação me faz refletir sobre o meu lugar como artista. Sinto que posso lutar pela união e plantar uma semente nos corações com a minha mensagem através da música”.  
 
Machado destaca que, muito da sua inspiração vem da força de sua ancestralidade – tanto do que absorve da família que mantém a veia musical por diferentes gerações e da relação com pessoas próximas. “Hoje, gosto do lugar onde estou, apenas luto para ser um artista igual e me reabasteço com a energia que vem dos fãs e amigos”. 
 
No show “Abraço”, o compositor Alessandro Machado assume o violão e voz e, ao lado dele, se apresentam os músicos Eder Bortolato (contrabaixo), Leandro Cunha (teclado), Inácio Koser (bateria) e a participação especial de Vinícius Preto.  
 

Mais notícias

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com