FGTS Saque começa para não correntistas

0
24

A Caixa Econômica Fede­ral inicia nesta sexta-feira, 18 de outubro, mais uma etapa de liberação do Saque Imediato do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). Esta fase é para trabalhadores que não têm con­ta no banco estatal. Os nascidos em janeiro que não são corren­tistas poderão sacar até R$ 500 de cada conta ativa ou inativa. Serão cerca de 4,1 milhões de pessoas nesta etapa, com injeção de R$ 1,8 bilhão na economia.

Em três fases da liberação de recursos do FGTS já foram liberados R$ 15,1 bilhões para 36,9 milhões de clientes com poupança ou conta corrente no banco estatal. De acordo com o presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, essa é a etapa mais complexa dos pa­gamentos.

“Até agora, os três primei­ros pagamentos, como eram de clientes da Caixa, 82% dos 36,9 milhões de pessoas sacaram pelo celular. Os próximos doze pagamentos utilizaremos, em especial, as lotéricas. Esperamos movimento grande e presencial”. Segundo Guimarães, o banco terá gastos de R$ 1 bilhão, com os pagamentos do FGTS, como com horas extras de funcioná­rios e taxas para as lotéricas. Por isso não há como dar gratuidade nas tarifas de transferências para clientes com contas em outros bancos.

De acordo com a Caixa Eco­nômica, 40% dos 96 milhões de brasileiros com direito ao saque já receberam os valores referen­tes ao Saque Imediato. Desse total, 82% movimentaram o di­nheiro pelo celular, sem precisar ir a agências. Em um mês, mais de R$ 15 bilhões em crédito em conta foi feito para quase 37 mi­lhões de trabalhadores. Quem tem conta-poupança no banco ou crédito em outro tipo de con­ta do banco recebeu o dinheiro automaticamente.

Os saques do FGTS podem resultar em uma liberação de cerca de R$ 28 bilhões na eco­nomia. Para 2020, serão mais R$ 12 bilhões. As retiradas de até R$ 500 podem ser feitos nas casas lotéricas e terminais de autoa­tendimento para quem possui senha do cartão cidadão. Quem tem cartão cidadão e senha pode sacar nos correspondentes Caixa Aqui, apresentando documento de identificação, ou em qualquer outro canal de atendimento.

No caso dos saques de até R$ 100, a orientação da Caixa é procurar casas lotéricas, com apresentação de documento de identificação original com foto. Segundo a Caixa, mais de 20 milhões de trabalhadores podem fazer o saque só com o documento de identificação nas lotéricas.Quem não tem senha e cartão cidadão e vai sacar mais de R$ 100, deve procurar uma agência da Caixa.

Embora não seja obrigatório, a Caixa orienta ainda, para fa­cilitar o atendimento, que o trabalhador leve também a carteira de trabalho para fazer o saque. Segundo o banco, a Carteira de Trabalho e Previdên­cia Social pode ser necessária para atualizar dados.

As dúvidas sobre valores e data do saque pode ser consul­tadas no aplicativo do FGTS (disponível para iOS e An­droid), pelo site ou pelo telefone de atendimento exclusivo 0800 724 2019, disponível 24 horas. A data limite para saque é 31 de março de 2020. Caso o saque não seja feito até essa data, os va­lores retornam para a conta do FGTS do trabalhador.

A Caixa destaca que o Saque Imediato não altera o direito de sacar todo o saldo da conta do FGTS, caso seja demitido sem justa causa ou em outras hipóte­ses previstas em lei. Essa moda­lidade de saque não significa que houve adesão ao Saque Aniver­sário, que é uma nova opção ofe­recida ao trabalhador, em alter­nativa à sistemática de saque por rescisão do contrato de trabalho.

Agências vão abrir mais cedo e no sábado
As agências da Caixa Eco­nômica Federal vão abrir neste sábado, 19 de outubro, das nove às 15 horas, para liberação do sa­que de até R$ 500 em contas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). O banco estatal também vai trabalhar com ho­rário estendido por duas horas nesta sexta-feira (18), na segun­da (21) e na terça-feira (22).

Na região de Ribeirão Preto, 59 agências vão abrir para aten­dimento aos trabalhadores com direito ao saque – 17 apenas na cidade-sede. Nesta sexta-feira, na segunda e na terça-feira vão atender a partir das oito horas. No sábado, o atendimento será das nove às 15 horas.

Saque-aniversário
O trabalhador que aderir ao saque-aniversário deixará de efetuar a retirada em caso de res­cisão de contrato de trabalho. O primeiro calendário de liberação foi feito para não coincidir com a liberação da outra modalidade.

A partir de 2021, a liberação ocorrerá no mês de aniversário do trabalhador, que deverá esco­lher o dia 1º ou 10º do mês. Se­gundo a Caixa, a diferença é que, ao optar pelo 10º dia, a base de cálculo do valor a receber será acrescida de juros e atualização monetária do mês de saque. O trabalhador poderá sacar um percentual calculado sobre o sal­do do FGTS, acrescido de parce­la adicional fixa.

Comentários