Gerson Engracia Garcia não é mais presidente da Botafogo S/A

0
372
Gerson Engracia Garcia renunciou a presidência da Botafogo S/A (JF Pimenta/ Jornal Tribuna)

Gerson Engracia Garcia não é mais presidente da Botafogo S/A. O ex-mandatário do Botafogo Futebol Clube, que ainda exercia função na empresa que foi criada para gerir o futebol do Pantera, entregou sua carta de renúncia ao Conselho de Administração da BFSA na tarde desta sexta-feira (30).

Aos cuidados de Adalberto Baptista, presidente do Conselho e principal investidor da BFSA, a carta de Gerson citou os acessos conquistados como presidente do BFC.

“No futebol, almejávamos sem sucesso, há alguns anos, nos reestabelecermos entre os grandes do Brasil. A falta de um calendário anual perene impossibilitava a nossa ascensão. Alcançamos o acesso à Série C logo no nosso primeiro ano de mandato, conquistando o primeiro de muitos títulos nacionais que o Botafogo certamente terá. Em 2018, no ano do nosso centenário, conseguimos o acesso histórico para a Série B, devolvendo o Botafogo ao seu lugar de direito: o rol dos grandes clubes de futebol do Brasil”.

No documento, o ex-presidente também citou o acordo costurado com a Axial durante o seu mandato.

“Como é sabido, desde abril de 2015, luto incansavelmente para reverter um legado de dívidas e uma estrutura administrativa inadequada. Com uma equipe competente de colaboradores, a quem eternamente agradeço, representamos uma virada institucional relevante. Alcançamos um acordo satisfatório com a Axial Management, solucionando uma dívida histórica que deixava a vida do clube em uma situação perigosa. Reenquadramos o enfrentamento das demais pendências internas e reorganizamos as estruturas administrativas do Botafogo”.

Por fim, Gerson formalizou o pedido e afirmou que sua decisão é em caráter irrevogável.

“Todavia, há algum tempo venho manifestando a este Colegiado a minha intenção em deixar a presidência do Botafogo S.A. Nesse sentido, encaminhei a Vossas Senhorias, uma carta manifestando tal posição em 02 de julho de 2019. A reunião deste Egrégio Conselho que analisou este pedido, decidiu, por unanimidade, que seria contratado um C.E.O. para exercer a função de Presidente da S.A., solicitando a minha permanência no cargo até que tal contratação se efetivasse. Por sinal, para tanto, Vossas Senhorias estipularam o prazo de 31 de dezembro de 2019”.

“Levando em conta tal disposição e até para abrir espaço para um novo acordo institucional dentro do Botafogo, venho por meio desta, RENUNCIAR ao cargo de Presidente do Botafogo S.A., em caráter irrevogável, a partir desta data”, finalizou.

Ao Tribuna, Osvaldo Festucci, presidente do BFC, confirmou a renúncia, afirmou que o novo mandatário ainda não foi definido e garantiu que ele não assumirá a posição.

“A renúncia do Gerson é verdadeira, mas sinceramente não sei quem vai assumir. Com certeza não será eu”, disse Festucci. Adalberto Baptista não retornou contato feito pelo jornal.

Confira a carta de Gerson na integra.

Divulgação

 

 

Comentários