Governo investiu R$ 19 mi a mais em educação

0
53
ALFREDO RISK

A prefeitura de Ribeirão Pre­to aplicou mais do que a Consti­tuição Federal exige em educação no ano passado, segundo dados da própria administração. O setor recebeu 26,19% do Orçamento Municipal de 2018, índice supe­rior ao limite mínimo exigido na Carta Magna, de 25%. A Secre­taria Municipal da Fazenda diz que essa diferença passa de R$ 19 milhões. Entre os principais investimentos está a construção de creches nos bairros Paulo Gomes Romeu, na Zona Oeste, e Heitor Rigon, na Norte.

Ambas terão capacidade para atender 188 alunos em tempo in­tegral. A previsão é de que a obra seja concluída ainda em 2019. A Secretaria Municipal de Educa­ção também apostou em recur­sos pedagógicos inovadores, por meio de parceria com a Fundação Lemann, garantindo, assim, um salto na qualidade no ensino, por meio da capacitação dos edu­cadores, diz. A pasta também investiu, no ano anterior, em gestão de pessoal, em entidades parceiras, suporte e manutenção das unidades escolares.

“Investimos na formação con­tinuada dos profissionais da rede municipal, entregamos novos uniformes aos alunos e contrata­mos mais professores. Em 2019, vamos continuar ampliando os investimentos, para avançarmos ainda mais na qualidade da edu­cação”, destaca a secretária muni­cipal de Educação, Luciana Rodri­gues. A rede municipal conta com 109 escolas, das quais 76 unidades de educação Infantil e 33 de ensi­no fundamental. Ao todo, 46.921 alunos voltaram às escolas muni­cipais no decorrer desta semana, sendo 22.696 do ensino infantil e 24.225 do fundamental.

A rede municipal de Educa­ção é formada por 34 Centros de Educação Infantil (CEIs), 41 Esco­las Municipais de Educação Infan­til (Emeis), 26 Escolas Municipais de Ensino Fundamental (Emefs), três Centros Educacionais Muni­cipais de Educação Integral (Ce­meis), duas Escolas Municipais de Ensino Fundamental e Ensino Médio (Emefems), um Centro de Educação Especial e Ensino Fun­damental (CEEEF), uma Escola Municipal de Ensino Profissional Básico (EMEPB), Educação de Jovens e Adultos (EJA, salas espa­lhadas por várias unidades), além das 20 escolas conveniadas.

Comentários