CARLA CARNIEL

Um incêndio atingiu na tarde desta quinta-feira, 29 de julho, o galpão da Cinemateca Brasileira, no bairro Vila Leo­poldina, na Zona Oeste de São Paulo. O prédio abriga o acer­vo fotográfico da instituição, conforme o próprio site da ins­tituição, responsável pela pre­servação do maior acervo au­diovisual da América Latina.

O Corpo de Bombeiros re­cebeu a ocorrência às 18h04 e, segundo o órgão, onze viaturas foram descolocadas para o lo­cal. Não há registro de vítimas e a causa do fogo ainda é des­conhecida. O prédio no núme­ro 290 da rua Othão, na Vila Leopoldina, foi doado à Cine­mateca em 2009, pela Secre­taria do Patrimônio da União.

Com área total de 8.400 metros quadrados, dos quais 6.356 são de área construída, ele passou a abrigar dois anos mais tarde as reservas específi­cas de guarda de acervos, áreas de processamento de acervos fílmicos e documentais, labo­ratório de impressão fotográfi­ca digital e demais instalações administrativas, de apoio e ser­viços da instituição.

Com a função de preservar e difundir o acervo audiovisual brasileiro, a Cinemateca Brasi­leira é administrada hoje pela Secretaria Nacional do Audio­visual, braço da Secretaria Es­pecial de Cultura e subjugada ao Ministério do Turismo. Até as 19 horas, ainda havia fogo e os bombeiros trabalhavam na ocorrência. Há nove dias, o Ministério Público Federal (MPF) alertou o governo fede­ral sobre o risco de incêndio.