JF PIMENTA/ARQUIVO TRIBUNA

A primeira parcela e a cota única do IPTU – com 10% de desconto – vencem nesta sexta-feira, em 11 de janeiro. O paga­mento do tributo pode ser par­celado em até doze vezes. Quem não recebeu o carnê do IPTU até a data do vencimento da pri­meira parcela ou do pagamento à vista pode retirar os boletos di­retamente na Secretaria Munici­pal da Fazenda, na rua Lafaiete nº 1.000, no Centro de Ribeirão Preto, ou no Poupatempo, no Novo Shopping, na avenida Pre­sidente Kennedy nº 1.500, no bairro Nova Ribeirânia.

No site da prefeitura também é possível visualizar e imprimir a segunda via dos carnês, mas é preciso ter o número do cadas­tro do imóvel. Por causa de um erro na impressão dos carnês dos imóveis dos bairros Liliana Tenuto Rossi e Cristo Redentor, uma nova remessa foi enviada às residências dos munícipes des­tas localidades. Por este motivo, o vencimento da cota única com desconto e da primeira parcela será em 31 de janeiro, mas so­mente nestes casos específicos.

O munícipe pode pagar o carnê do IPTU em qualquer agência bancária, dos Correios, em casas lotéricas ou pela in­ternet até a data de vencimen­to de cada parcela. O aumento do tributo este ano é de 4%, com base no Índice Nacio­nal de Preços ao Consumidor (INPC), do Instituto Brasilei­ro de Geografia e Estatística (IBGE), referente à inflação acumulada entre novembro de 2017 a outubro de 2018 – o mesmo que foi usado para cor­rigir as taxas do município e o Imposto Sobre Serviços (ISS).

Apesar de a impressão dos 312 mil carnês ter ocorrido após a divulgação do INPC de no­vembro, que em doze meses está acumulado em 3,56% – de dezembro de 2017 até no­vembro de 2018 –, a Secretaria Municipal da Fazenda decidiu seguir o padrão dos últimos 13 anos no município e usou como indexador o percentual do período anterior.

Com a decisão unânime da Câmara de Vereadores, de rejei­tar a revisão da Planta Genérica de Valores (PGV) –, o reajuste será pelo INPC. Se a proposta de revisão da PGV fosse aprovada, o reajuste médio do IPTU seria de 28%, mas poderia chegar a 40% em alguns bairros, enquan­to outros pagariam apenas 5% a mais. São aproximadamente 252 mil carnês de imposto predial e outros 60 mil de terrenos.

Alerta contra golpe – A pre­feitura de Ribeirão Preto escla­rece que vários contribuintes entraram em contato com a Se­cretaria Municipal da Fazenda reclamando sobre recebimento de e-mail contendo boleto para pagamento em cota única do IPTU, com desconto de 15%. Entretanto, a pasta informa que se trata de um golpe e que o ór­gão envia os boletos/carnês do tributo apenas para o endereço residencial dos contribuintes e não pela internet.

Os técnicos orientam os contribuintes que receberem qualquer material relacionado à cobrança de IPTU pela Internet a não abrirem o link. “Isso pode gerar um boleto para a pessoa efetuar o pagamento para a con­ta de um terceiro ou até mesmo contaminar o computador dela com algum tipo de vírus”, escla­rece Júlio Cesar Delfini.