Jornal Tribuna Ribeirão

Jair Bolsonaro é alvo de nova denúncia do TSE

© TSE

O Tribunal Superior Elei­toral (TSE) apresentou nesta segunda-feira, 9 de agosto, ao Supremo Tribunal Fede­ral (STF) uma notícia-crime contra o presidente Jair Bol­sonaro pelo vazamento do inquérito sigiloso da Polícia Federal que apura uma ten­tativa de ataque ao sistema interno da Corte Eleitoral ocorrida em 2018.

O documento, assinado pelos sete integrantes do TSE, diz que as informações divul­gadas “deveriam ser de acesso restrito” e podem prejudicar a realização e apuração das eleições. O pedido é para que Bolsonaro seja investigado na mesma frente de apuração, vinculada ao chamado in­quérito das fake news, que foi aberta na semana passada na esteira das ameaças do chefe do Executivo às eleições e dos ataques às urnas eletrônicas.

Além dele, foram acio­nados o deputado federal Filipe Barros (PSL-PR) e o delegado responsável pela in­vestigação sigilosa. A ínte­gra do inquérito, que ainda está em curso, foi compar­tilhada na semana passada pelo presidente em seus redes sociais. O TSE também pede que as publicações sejam apagadas imediatamente.

“Há indícios, portanto, de que informações e dados sigilosos e reservados do Tribunal Superior Eleitoral tenham sido divulgados, sem justa causa, inicialmen­te pelo delegado de Polícia Federal, e, na sequência, pelo deputado federal Feli­pe Barros e pelo presidente da República, Jair Messias Bolsonaro”, diz um trecho da notícia-crime.

Deixe o seu comentário:

Mais notícias

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com