Jornal Tribuna Ribeirão

Larga Brasa

A velha história das drágeas
Muitos usuários de medicamentos caros e de uso contínuo re­clamam que referidos remédios sempre são fornecidos com 28 cápsulas ou doses, ao invés de 30. No final do ano, os labo­ratórios auferem lucro de quase uma caixinha a mais. Em de­terminada época um medicamento custava aproximadamente 400 reais.

Patente
Houve a quebra de patente por parte do Ministério da Saúde e atualmente o mesmo remédio custa R$ 14 e ainda oferecem gratificações. O medicamento Irbesartana, Aprovel, (genérico) era fornecido por um laboratório indiano ao preço bem inferior ao de marca.

Opção
Havia ainda a opção de se utilizar a caixa de 300 mg e repartir os compridos ao meio, reduzindo pela metade o valor pago por dose de 150 mg. Desapareceu o genérico e não se encontra o de 300 mg. A quem devemos reclamar? Será que a Agência nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) resolve?

Deixe o seu comentário:

Mais notícias

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com