Larga Brasa

0
52

Gasparini teima em dizer não aos eleitores
Em entrevista ao programa Larga Brasa, o ex-prefeito Welson Gasparini fez um relato de suas atividades depois de deixar a Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp). Tem procurado auxiliar as entidades benemerentes e também ajuda o filho e vereador Maurício no encaminhamento de matérias para vários setores da cidade. Ele também fez um balanço de sua gestão nos quatro mandatos de prefeito de Ribeirão Preto. Enfatiza que deixou a prefeitura em situação azul, sem dívidas e com dinheiro em caixa. Quando perguntado se poderá sair candidato ao quinto mandato, responde que não, mas que tem sido ques­tionado por eleitores quando caminha pelas ruas da cidade. Ele teima em dizer não. Até quando…

Heraldo Pereira – orgulho para Ribeirão Preto
No final de semana, o jornalista Heraldo Pereira foi entrevis­tado por sua esposa jornalista na Globonews. Ele enfatizou que desde criança, aos sete ou oito anos, teve o despertar para o jornalismo e que começou no programa Larga Brasa como mini repórter, ressaltando a amizade e o carinho que ele tem para com o apresentador Morandini, do Larga Brasa, que completou 53 anos em 2019. Humilde, competente e sempre elevando o nome de Ribeirão Preto, ele é orgulho desta cidade. Abraço, Heraldo.

Enxurrada de ações
Com liberação de Dárcy Vera e dos demais acusados de en­volvimento com as ações criminosas da Operação Sevandija, poderemos ter inúmeros questionamentos por perdas e da­nos morais. Alguns profissionais garantem que estão fazendo levantamentos de cada acusação, de possíveis inverdades e exageros daqueles que publicaram os fatos ou acusaram aos envolvidos de maneira que consideram “desastrada”. Aguar­dem e confiram.

Como fica a situação de Wagner Rodrigues
Ao que consta, a prefeitura, depois de uma sindicância feita pelo chamado setor competente, dispensou Wagner Rodri­gues, ex-presidente do Sindicato dos Servidores Municipais (SSM/RP) e delator da Sevandija, que era funcionário efetivo e tinha muitos anos de trabalho na administração pública. Se ele for isentado de responsabilidade, seus amigos perguntam à reportagem: “Como é que fica a situação do ex-presidente do Sindicato dos Servidores”? Bom, ele já confessou os cri­mes, então fica difícil responder.

Comentários