Larga Brasa

0
53

Mistérios da meia-noite
Inúmeros passageiros da Rodoviária Central têm observado alguns fatos que ocorrem naquele local depois da zero hora e já batizaram os “fenômenos” como “mistérios da meia-noite”. Garantem que, quando da transferência dos passageiros dos guichês para as “baias” dos ônibus maiores, na área da rua Au­gusto Severo, as roletas que marcam os ingressos das pessoas para os coletivos não funcionam e, desta forma, não registram os bilhetes da passagem pelo terminal.

Juram por Deus
Abrem uma porta, juram, que seria para evacuação do local em emergências (incêndio, etc) e o município deixa de arre­cadar o Imposto Sobre Serviços (ISS) sobre a taxa de embar­que. Alguns registros foram feitos nesta coluna, mas não nos consta que alguma fiscalização tenha sido feita para aferir a acusação. Seriam os tais “mistérios da meia-noite”.

Mais mistérios
Motoristas do setor urbano estão atemorizados por terem de dirigir os pesados veículos com pneus recauchutados deno­minados atualmente de “remold”. Além disso, outros afirmam que os ônibus já teriam passado do prazo de validade contra­tual. O pessoal das empresas pode responder aos questiona­mentos através da coluna. O espaço é democrático.

Firmas terceirizadas atrasam salários
Funcionários de empresas terceirizadas da prefeitura, algu­mas de cemitérios e de outras funções, estão reclamando do atraso de salários por parte das contratantes.