Libertadores terá Delfín x Palmeiras e Flamengo x Racing nas oitavas de final

0
23
CÉSAR GRECO/AGÊNCIA PALMEIRAS

A Conmebol sorteou os confrontos das oitavas de final da Copa Libertadores nesta sexta-feira, em Luque, no Paraguai. O Palmeiras vai enfrentar o Delfín, do Equa­dor. Já Athletico-PR e Inter­nacional, que ficaram no se­gundo pote, terão pedreiras pela frente. O time parana­ense vai encarar o atual vi­ce-campeão River Plate, en­quanto que a equipe gaúcha duela com o Boca Juniors.

O Flamengo foi outro brasileiro que terá em seu ca­minho um rival argentino. O time rubro-negro, atual cam­peão, mede forças contra o Racing nas oitavas. O Santos, por sua vez, terá pela frente a LDU, do Equador, que pas­sou em segundo no grupo em que estava o São Paulo, elimi­nado precocemente, e o líder River Plate.

O Grêmio, que avançou em primeiro de sua chave, vai medir forças contra o Gua­raní. Os paraguaios já elimi­naram o Corinthians na fase prévia da Libertadores.

Como avançaram na lide­rança de seus grupos, Palmei­ras, Flamengo, Santos e Grêmio estiveram no pote 1 no sorteio e vão poder decidir as partidas em casa. O time alviverde, aliás, fez a melhor campanha da fase de grupos e terá esse benefício de jogar no Allianz Parque o segun­do confronto do mata-mata até as semifinais, caso chegue até lá. A final será disputada em jogo único, no Maracanã, em janeiro.

Já Athletico-PR e Interna­cional se classificaram na se­gunda posição de suas chaves e, por isso, não têm o direito de definir a vaga às quartas em casa. O time paranaense vai rever o River Plate, adver­sário da Recopa Sul-Ameri­cana no ano passado, e terá a chance de se vingar após ser derrotado pela equipe de Marcelo Gallardo, que ficou com o título.

Atual campeão da Sul-A­mericana, e uma das sensações do futebol da América do Sul, o Independiente del Valle, treina­do por Miguel Angel Ramírez, treinador que ficou perto de assumir o Palmeiras, duela com o Nacional, time tradicional do Uruguai. O Libertad, do Para­guai, terá como adversário o Jorge Wilstermann, da Bolívia.

Comentários