Jornal Tribuna Ribeirão

Livro traz a história de trabalho social em RP

ELZA ROSSATO/AMIGOS DA FOTOGRAFIA

Na noite da última sexta-fei­ra, 22 de novembro, em uma concorrida noite de autógrafos no salão social da Associação Espírita Casas de Betânia, a ad­vogada e escritora Fernanda Ripamonte lançou sua mais re­cente obra, o livro “Para nunca esquecer…”, em comemoração aos 57 anos da entidade que atende na rua André Rebouças nº 1.434, no Ipiranga, na Zona Norte de Ribeirão Preto.

No livro, Fernanda Ripa­monte, que é integrante de três academias de Ribeirão Pre­to – Ribeirãopretana de Le­tras (ARL), a de Letras e Artes (Alarp) e a de Letras Jurídicas –, traz 41 relatos biográficos de pessoas envolvidas com o tra­balho social da Casa de Betânia e que deixaram marcas de de­dicação e exemplos de amor ao próximo. A autora doou o valor arrecadado para a entidade.

Fernanda Castello Moço Ripamonte, que vez ou outra brinda o leitor do Tribuna com brilhantes artigos publicados no caderno Opinião, é autora de vários livros como “Laços”, “Ribeirão Preto – O passado manda lembrança”, “Francesco Cammilleri, a história de um imigrante italiano”, “Histórias do Professor Simões” e “Palacete Jo­aquim Camillo de Moraes Mat­tos”, além de participação desta­cada no “IV Concurso Rovílio Costa – Histórias das famílias italianas que povoaram o Brasil”.

Nesta obra, há relatos sobre o ex-prefeito Antônio Duarte No­gueira (1937-1990) e seu filho, o atual prefeito Duarte Nogueira Júnior (PSDB), Theodoro José Papa, Albertina Vanini Papa, Se­bastião Martins de Moura (um dos fundadores e diretores da Casas de Betânia), Arnaldo Cer­ri, Luiz Gaetani, Stella Mellim, Luiz Roberto Marcondes de Oli­veira, José Antônio Luiz Balieiro, Carlos Eduardo Martinelli, Jair Grellet Filho, Neide Neto Risso e Evangelina de Carvalho Passig.

Também estão no livro Maria Emília Barbone, Lau­ra Cartolano, Diva Castello Moço, Lucy Musa Julião, Maria de Lourdes Abrantes Pinhei­ro Costa, Euclydes de Oliveira, Dirceu Antônio Orsi, Gil Vicen­te da Silva Parisi, Pedro Rodri­gues Villela, Iara Giovanini, Ge­raldo Lourival da Silva, Leda de Almeida Rezende Ebner, Mário Marcos Pompeu de Araújo, Le­onor Marturano, Elvira de Oli­veira, Nilda Manzan, Antônio Moreira Sobrinho, Evanir Mot­ta, Dulce de Figueiredo de Oli­veira, Geralda e Ary Engracia Garcia, Mário de Aguiar, José Luiz Luciano, Laura Neusa de Oliveira, João Batista Rodrigues e Antônio Baptista Ferreira.

O prefácio, as orelhas e a quarta capa são do advogado e presidente da Associação Es­pírita Casas de Betânia, Jorge Roberto Pimenta; do escritor, educador, jornalista e fotógra­fo Antônio Carlos Tórtoro; do jornalista e radialista Luis Schiavone Júnior e do profes­sor André Bordini.

A instituição atende 300 crianças de três meses a cinco anos e onze meses de ambos os sexos, em condições de vulnera­bilidade em função da pobreza e fatores de risco. São mais de 50 funcionários entre professoras, auxiliares pedagógicos, estagi­árias, auxiliares de serviços ge­rais, cozinheiras e outros, todos oferecendo o melhor para cada criança assistida.

Deixe o seu comentário:

Mais notícias

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com