30 C
Ribeirão Preto
20 de abril de 2024 | 13:25
Jornal Tribuna Ribeirão
O Pé-de-Meia visa reduzir a evasão e promover a permanência e a conclusão escolar de pessoas matriculadas no ensino médio de escolas públicas (Marcelo Camargo/Agência Brasil)
Início » Lula entrega cartões de 1ª parcela do Pé de Meia e defende investimentos na educação
DestaqueEducaçãoGeralPolítica

Lula entrega cartões de 1ª parcela do Pé de Meia e defende investimentos na educação

Por Sofia Aguiar

O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, entregou, nesta segunda-feira, 25, cartões para o início do pagamento do programa Pé de Meia. Em discurso direcionado a alunos do Ensino Médio, o chefe do Executivo defendeu o investimento na educação como forma de manter estudantes no Brasil.

“A gente não quer que as pessoas que tenham extraordinária genialidade em determinadas coisas saiam do Brasil para ir trabalhar lá fora, estudar lá fora. A gente quer que vocês fiquem no Brasil, que vocês estudem no Brasil e que sejam gênios no Brasil para ajudar esse País a se transformar em uma grande nação”, defendeu o presidente, em encontro com estudantes para anúncio de pagamento da primeira parcela do programa Pé de Meia no período da manhã. O evento ocorreu em Brasília no Palácio do Planalto.

Lula afirmou que, em 2 de abril, ele irá ao Rio de Janeiro, junto com o ministro da Educação, Camilo Santana, para inaugurar uma faculdade de Matemática. O instituto será para alunos que foram campeões da Olimpíada de Matemática.

A faculdade irá começar com 100 estudantes, mas a perspectiva é que englobe 400 alunos. De acordo com o presidente, os estudantes terão um apartamento mobiliado para morar.

Na fala, Lula ressaltou a importância da educação. Em sua avaliação, “jovem que desiste de ir para escola porque tem que ir ajudar no orçamento da família, esse jovem está jogando fora perspectiva de um futuro brilhante, promissor, de fazer uma carreira numa universidade”.

Ao final do discurso, o presidente reiterou sua confiança ao ministro da Educação. De acordo com o chefe do Executivo, Camilo tem a responsabilidade de fazer mais do que o agora ministro da Fazenda e ex-ministro da Educação, Fernando Haddad, fez na área.

Parcela do Pé de Meia

O programa Pé de Meia, de incentivo financeiro-educacional, na modalidade de poupança, tem como objetivo promover a permanência e a conclusão escolar de pessoas matriculadas no ensino médio público.

A parcela única do programa referente à matrícula, no valor de R$ 200, será paga a partir desta terça-feira, 26, conforme o mês de nascimento dos alunos.

De acordo com o governo federal, o incentivo será depositado até 7 de abril para os estudantes que estiverem matriculados em alguma série do ensino médio público e com as informações consolidadas e enviadas pelas redes de ensino até 8 de março, no Sistema Gestão Presente (SGP).

O programa Pé de Meia irá pagar mensalmente R$ 200, que podem ser sacados em qualquer momento, mais depósitos de R$ 1 mil ao final de cada ano concluído, que o estudante só pode retirar da poupança após se formar no ensino médio.

Considerando as dez parcelas de incentivo, os depósitos anuais e, ainda, o adicional de R$ 200 pela participação no Enem, os valores chegam a R$ 9.200 por aluno.

Mais notícias