Medula óssea – Cadastro de doadores tem retração de 29%

0
15
ROVENA ROSA/AG.BR.

O número de doadores vo­luntários de medula óssea, no Hemocentro de Ribeirão Pre­to, caiu 29% em 2020 em rela­ção ao ano anterior. Enquanto, em 2019, a instituição con­seguiu realizar 18.522 cadas­tros, no passado foram feitos 13.171. Ou seja, 5.371 a menos.

A queda não é só no He­mocentro de Ribeirão Preto, mas em quase todo o país. De acordo com o site do Redome “os hemocentros avaliam que a falta de campanhas e a di­minuição na mobilização de Ongs e projetos, que levam grupos para realizar o cadastro, podem ter relação com a redu­ção, já que estas ações pararam para evitar aglomerações”.

Outro motivo que influen­cia diretamente na redução de cadastros é o medo da con­taminação por coronavírus ao sair de casa. A gerente de captação do Hemocentro de Ribeirão Preto, Miriam Men­des, informa que os protocolos foram alterados para visar o distanciamento e a segurança.

Por isso é feita a acomo­dação por distanciamento se­guro, aferição da temperatu­ra, obrigatoriedade no uso de máscaras e fornecimento de álcool em gel por todas as áre­as do prédio. “Nas orientações sobre o cadastro é falado que não há perigo de contamina­ção por coronavírus na coleta do tubo”, explica Miriam.

Tratamento
O transplante de medula óssea é uma modalidade de tratamento indicada para do­enças relacionadas com a fa­bricação de células do sangue e com deficiências no sistema imunológico. Os principais be­neficiados com o transplante são pacientes com leucemias originárias das células da me­dula óssea, linfomas, doenças originadas do sistema imune em geral, dos gânglios e do baço, e anemias graves (adqui­ridas ou congênitas).

Outras doenças, não tão frequentes, também podem ser tratadas com transplante de me­dula, como as mielodisplasias, doenças do metabolismo, doen­ças autoimunes e vários tipos de tumores. Para mais informações acesse o site www.hemocentro. fmrp.usp.br ou redome.inca. gov.br. O candidato pode ligar 0800.979.6049 e agendar o ca­dastro em uma das unidades e núcleos do Hemocentro em Ri­beirão Preto, Franca, Araçatuba, Fernandópolis, Presidente Pru­dente, Taubaté, Batatais, Olím­pia e Bebedouro.