Municipal recebe Evandro Navarro

0
21

Nesta sexta-feira, 8 de no­vembro, o compositor minei­ro nascido em Muzambinho, Evandro Navarro, estará no palco do Teatro Municipal de Ribeirão Preto, às 20 horas, para apresentar o show “Canção que vem na chuva”, título homôni­mo ao da música gravada com a participação de Lô Borges, do Clube da Esquina, e tem como repertório base as obras do seu mais recente CD, o “Paralelo 30”, além de canções que estão sendo preparadas para as suas próxi­mas produções musicais.

O repertório também traz alguns clássicos dos integrantes do “Clube da Esquina”, constan­te fonte inspiradora de Evandro Navarro, o “Véio”. A nova pro­dução musical reflete no palco o elo do artista com a vertente mineira, evidente na sua com­posição. “Toda a concepção do show foi inspirada nos elemen­tos da natureza. Não é de agora que Navarro tem essa conexão e muitas de suas composições vêm com essa marca”, apresenta o produtor Lelo Guazzelli.

O produtor complementa que o roteiro do show foi pen­sado categorizando as músicas nos quatro elementos: fogo, ar, água e terra. “No restante, as músicas falam por si, nos conec­tam – o lado humano e a natu­reza – como parte de um todo. Traduzem o equilíbrio da vida”, comenta Guazzelli. Evandro Navarro não nega sua origem e suas influências. Apesar de naturalizado pela vida como ri­beirão-pretano, é a veia mineira que pulsa mais forte quando sua produção autoral ganha voz e eco nos palcos.

O show contempla essa li­gação com Minas, que é per­ceptível nas letras, nos acordes e arranjos das músicas, nas sonori­dades e no tom poético. Para ex­plicar a identidade da sua produ­ção musical, o compositor relata um momento marcante em sua vida. Ele lembra que, quando teve a oportunidade de encontrar um dos maiores letristas da música mineira, Ronaldo Bastos, deu­-lhe um abraço “choroso” e sen­tiu um carinho transmitido.

“Naquele momento tive a resposta do que realmente é a música mineira para a minha alma, música e vida. O abraço no Ronaldo me mostrou essa afinidade e percebi que as mi­nhas relações com as raízes da música mineira eram muito mais fortes do que eu imagina­va”. O novo show confirma para o artista a importância deste re­gistro que vem de Minas Gerais.

A formação da banda que acompanha Evandro Navarro (voz e violão) traz os músicos Pedro Sossego (baixo, vocais, arranjos e direção), Robson Ri­beiro (violão, guitarra, viola e vocais), Murilo Barbosa (tecla­do e vocais) e Paulinho Vieira (bateria). A produção é de Lelo Guazzelli, Mariah Navarro e Eri­ca Santos.

Os ingressos custam R$ 60 (inteira) e R$ 30 (meia-entrada) e estão à venda nas lojas Floresta Produtos Naturais (rua Gari­baldi nº 1.664, Jardim Sumaré, aberta semanalmente das nove horas às 18h30) e Sasá Modas (rua Lafaiete nº 1.046, Centro, aberta das nove às 18 horas).

A meia-entrada vale para es­tudantes, coordenadores peda­gógicos, supervisores e diretores e professores de escolas públicas das redes municipal e estadual (mediante apresentação de do­cumento comprobatório como carteirinha da instituição, bole­to de mensalidade ou holerite), aposentados (com documento específico), idosos acima de 60 anos (com cédula de identidade, o RG) e portador de deficiência com acompanhante.

O Teatro Municipal de Ri­beirão Preto fica na praça Alto do São Bento s/nº, Jardim Mos­teiro, na Zona Leste, e tem capa­cidade para receber 515 pessoas – o estacionamento tem 40 va­gas. Mais informações pelo te­lefone (16) 3625-6841. Crianças de até dois anos não pagam. O espetáculo é livre.

O artista
Evandro Navarro é um compositor reconhecido por seu talento com as palavras e as notas musicais e por uma vasta obra autoral. Em 2016, o artista, conhecido como “Véio”, com­pletou 30 anos de carreira e em 2018 lançou o CD “Paralelo 30” que selou este momento de sua trajetória artística. A produção chegou ao mercado fonográfico com sete canções autorais e vá­rias parcerias.

Evandro Navarro é um dos compositores que mais produzi­ram em Ribeirão Preto: já com­pôs mais de 500 canções e 90 gravações por outros intérpre­tes. Possui 33 anos de carreira e seis CDs produzidos. Entre es­tes álbuns, dois são CDs-com­pilações; nos quais vários in­térpretes cantam suas canções: “Evandro Navarro Noutras Bocas 1 e 2”. Destaque também para o álbum “Três”, grava­do pela intérprete Alessandra Freire e dirigido por ele; inteiro confeccionado só com criações de “Véio”. Hoje, já existem por volta de 90 gravações em vozes de outros cantores.

Comentários