Na volta das competições de judô, William Lima é bronze no Grand Slam da Hungria

0
31
GABRIELA SABAU/IJF

O Circuito Mundial de Judô voltou a ser disputado, nesta sexta-feira, com o Grand Slam de Budapeste, na Hun­gria, o primeiro evento desde o início de março, quando da paralisação por causa da pan­demia. E a equipe brasileira obteve uma medalha de bron­ze, conquistada por William Lima, na categoria 66 quilos

Campeão mundial júnior em 2019, o brasileiro derrotou o isra­elense Yarin Menaged (ippon) na primeira luta, passou por Nikat Shikhalizada, do Azerbaijão (wa­za-ari) e depois derrotou Nar­mandakh Bayanmunkh (ippon), da Mongólia, nas oitavas de final

Nas quartas, William ob­teve mais um ippon sobre o peruano Juan Postigos, mas caiu na semifinal, ao ser der­rotado pelo russo Abdula Abdoulzhalilov no golden score. O bronze foi conquis­tado com a vitória por dois wazaris sobre Erkhembaya Battogtokh, da Mongólia.

Atualmente 29º colocado do ranking mundial, William, com os pontos conquistados com o pódio na Hungria, chegará perto do 20º posto, mas ainda terá de obter mais resultados para alcançar o compatriota Daniel Cargnin, que é o nono colocado, e não está na Hungria. Apenas um atleta por país vai para a dis­puta dos Jogos Olímpicos de Tóquio no ano que vem.

O judô brasileiro foi repre­sentado por mais quatro atletas nesta sexta-feira: Renan Torres (até 60kg) e Larissa Pimenta (até 52kg) perderam na estreia, enquanto Eric Takabatake (até 60kg) e Jessica Pereira caíram na segunda rodada.

Os duelos em Budapeste seguem neste sábado e domin­go. Mais 12 brasileiros estarão em ação, com destaque para os medalhistas olímpicos Ra­fael Silva (acima de 100kg) e Ketleyn Quadros (Até 63k).

Comentários