O concerto de Natal da Alma

0
349

A Academia Livre de Música e Artes (Alma) mantém a tra­dição e aproveita esta época do ano, cheia de magia, luz, emo­ção e esperança, para apresentar o concerto “Alma de Natal – O Tannembaum”. O evento será na próxima quarta-feira, 6 de dezembro, às 20 horas, no The­atro Pedro II, em Ribeirão Preto. O espetáculo, que neste ano leva o nome da tradicional canção alemã, conta com cenário envol­vente e contagiante.

Estarão no palco do Pedro II os alunos da Orquestra Jovem Acadêmica e do Coro Jovem Acadêmico, além de solistas de canto e dança. A Alma levará ao palco toda a magia das tradicio­nais canções natalinas ambien­tadas e estilizadas para provocar as melhores surpresas. De acor­do com Lucas Galon, diretor artístico-pedagógico da Alma, o concerto de Natal é o encerra­mento de um ciclo pedagógico que demonstra o crescimento do projeto e a evolução dos alunos.

“O concerto de Natal é um dos poucos que vão além do interesse pedagógico, com uma tradição de ser sempre temáti­co, com temas transversais. Neste sentido, o ‘Alma de Natal’ é um concerto de celebração, a fim de inserir os alunos em um espetáculo de final de ano”, ex­plica Galon.

O repertório prevê a execu­ção de “O Tannembaum” (anô­nimo), “Fada Açucarada” – do balé “O Quebra-Nozes”, de Piotr Ilitch Tchaikovsky (1840-1893) -, “White Christmas” (Irving Berlin, 1888-1989), “Hallelujah” (Leonard Cohen, 1934-2016), “Valsa for Childrens” (popular), “Gesu Bambino” (Lucio Dalla, 1943-2012), “We wish you a Mary Christmas” (canção popu­lar inglesa), “Noite Feliz” (padre Joseph Mohr, 1792-1848, e Franz Xaver Gruber, 1787-1863), entre outros.

“Este foi um ano desafiador para a cultura e para os demais setores da sociedade, mas sobretu­do para a cultura, que resiliente, se reinventa para seguir transforman­do a sociedade. O que veremos no concerto, é superação e muito es­forço, resultado de um processo de aprendizado que só é possível com um trabalho em equipe, não só do corpo diretivo da Academia, como da união de pais, professores, fun­cionários, empresas parceiras e das estrelas deste concerto, os alunos”, ressalta Dulce Neves, presidente da Alma.

“O Tannembaum”, que inti­tula o concerto “Alma de Natal” de 2017, traz um pouco da cul­tura e do folclore alemão, enalte­cendo a força e o vigor do pinhei­ro, árvore símbolo da data mais importante para os cristãos, em que o verde de suas folhas estão constantemente radiantes.

Os ingressos custam R$ 20 e R$ 10 – meia-entrada para es­tudantes e professores de escolas públicas e particulares (median­te apresentação de documento como carteirinha da instituição, boleto de mensalidade ou hole­rite), aposentados (com docu­mento específico) e idosos aci­ma de 60 anos (com cédula de identidade, o RG) – para todos os setores (plateia, frisa, galeria, balcão nobre e balcão simples). Estão à venda no guichê do Theatro Pedro II, na rua Álva­res Cabral nº 370, no Quarteirão Paulista, no Centro Histórico de Ribeirão Preto.

O espaço tem capacidade para receber 1.588 pessoas, mas parte foi interditada no ano pas­sado pelo Corpo de Bombeiros por causa da altura do parapeito – hoje aceita até 1.300 especta­dores. O telefone para mais in­formações é (16) 3977-8111. O concerto tem restrição para me­nores de 12 anos devido ao ho­rário, segundo a Fundação Dom Pedro II. O espetáculo será apre­sentado na Igreja Matriz de São Joaquim da Barra (praça Sete de Setembro) na quinta-feira, 7 de dezembro, às 20 horas, com en­trada franca.

O concerto “Alma de Natal – O Tannembaum” é uma reali­zação da Academia Livre de Mú­sica e Artes, por meio do Progra­ma de Ação Cultural (ProAC), Secretaria de Estado da Cultura via renúncia fiscal de ICMS, pa­trocinado pelas empresas Usina Alta Mogiana, Ambient, Santa Helena, Cultura Inglesa, Gas Brasiliano, Tonin Superatacado, Madeiranit, Interunion, Usina Vertente e Tereos. A Alma con­ta com apoio da prefeitura de Ribeirão Preto, por meio da Se­cretaria Municipal da Cultura e Fundação Dom Pedro II.

Comentários