23 C
Ribeirão Preto
20 de abril de 2024 | 12:59
Jornal Tribuna Ribeirão
Maquiada, com vestido novo e fita no cabelo vai ao programa de televisão “Domingão do Galão”, apresentado por Galão Silva, em busca de um marido (Gesmar Nunes)
Início » O espetáculo “O casamento de Dona Baratinha”, acontece no Teatro Municipal
CulturaDestaque

O espetáculo “O casamento de Dona Baratinha”, acontece no Teatro Municipal

O espetáculo musical “O casamento de Dona Baratinha”, o primeiro conto infantil traduzido do português de Portugal para o Brasil, estará em cartaz no Teatro Municipal de Ribeirão Preto neste domingo, 25 de fevereiro, a partir das 16 horas.  
 
Sua origem é incerta. O registro mais antigo é de 1872, intitulado “Histórias da Carochinha”, manuscrito que se encontra na Torre do Tombo, em Lisboa. Era uma crítica às mulheres solteironas que procuravam conquistar seus pretendentes com suas fortunas. Antonio Veiga assina texto e direção. 
 
No elenco estão Vivi Reis, Brunno Brunelli, Nenê Alcântara e Antonio Veiga. Os adereços são de Zilda Alckimin com músicas de Junior Simões, luz e som de Ricardo Beatto e arte de Julia Veiga. O figurino é de Fátima Montenegro. A fotografia é de Gesmar Nunes.  
 
Falando principalmente de amor e relacionamento, a adaptação teatral da fábula tem uma visão moderna, mas não perde o teor original. Aborda também outros temas, como a solidão, a partilha, o respeito pela personalidade de cada um, respeito ao próximo, contestando também o verdadeiro valor do dinheiro e do amor.  
 
Na peça, Dona Baratinha herda de sua tia Baratonilda todos os bens que possui: fazenda, apartamento, vestidos e dinheiro na poupança. Maquiada, com vestido novo e fita no cabelo vai ao programa de televisão “Domingão do Galão”, apresentado por Galão Silva, em busca de um marido.  
 
Bichos de vários cantos do Brasil se candidatam: o burro vem do Nordeste; o cachorro do Rio Grande do Sul; o bode de Minas Gerais; o gato do Rio de Janeiro; e o macaco de São Paulo. Ela escolhe o ratinho, que é gentil, de fino trato e silencioso.  
 
Porém, o noivo foge com a cozinheira que preparou a feijoada que seria servida na festa. Depois de “cair no choro”, a protagonista conclui que teve sorte, porque o rato gostava mais de feijoada do que dela. Toda essa situação fantasiosa estimula a imaginação das crianças. 
 
Os animais personificados assumem os papéis sociais dos homens. Por detrás dessa ingênua fábula infantil existem nuances importantes da natureza e do comportamento humano. O musical valoriza o folclore nacional e a cultura tradicional, com canções regionais e a descrição de uma receita tipicamente brasileira: a feijoada. 
 
Os ingressos custam R$ 60 (inteira), R$ 30 (meia-entrada) e R$ 40 (inteira para compra antecipada até dia 24) estão à venda no site do Mega Bilheteria (www.megabilheteria.com).  Para compra online há taxa adicional.  
Também estão à venda no guichê do espaço cultural. 
 
Fica na praça Alto do São Bento s/nº, Jardim Mosteiro, na hora do espetáculo. A censura é livre. O local tem capacidade para receber 515 pessoas – o estacionamento tem 40 vagas. Mais informações pelo telefone (16) 3625-6841. O uso de máscara é opcional. 
 
Tem direito a 50% de desconto estudantes, pessoas com deficiência, professores de escolas públicas da rede municipal e da estadual (mediante apresentação de documento comprobatório como carteirinha da instituição, boleto de mensalidade ou holerite), aposentados (com documento específico) e idosos acima de 60 anos.

Serviço 
Espetáculo: “O casamento de Dona Baratinha” 
Texto e direção:  Antonio Veiga 
Elenco: Vivi Reis, Brunno Brunelli,  Nenê Alcântara e  Antonio Veiga 
Quando: domingo,  25 de fevereiro  
Horário: às 16 horas 
Local: Teatro Municipal 
Onde: praça Alto do São  Bento s/nº, Jardim Mosteiro 
Capacidade: 515 lugares 
Estacionamento: 40 vagas 
Ingressos 
R$ 60 (inteira) 
R$ 30 (meia) 
R$ 40 (antecipado) 
Vendas: guichê do teatro e www.megabilheteria.com 
Censura: livre  
 

Mais notícias