Oito anos sem o ‘Doutor Sócrates’

0
315

Nesta quarta-feira, 4 de dezembro, a morte Sócrates Brasileiro Sampaio de Souza Vieira de Oliveira, o “Doutor Sócrates”, vai completar oito anosO “Magrão” morreu num domingo, em 2011, com o Corinthians do então técnico Tite campeão brasileiro depois de empatar com o Palmeiras, no Estádio Paulo Machado de Carvalho, o Pacaembu, na Zona Oeste de São Paulo 
Considerado como um dos maiores jogadores do futebol mundial, Sócrates começou a carreira no Botafogo de Ribeirão Preto, nos anos 1970, quando ainda cursava a Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP). Em 1978, foi para o Corinthians, onde se consagrou como ídolo.  
Já era médico formado e ganhou da torcida o apelido de Doutor. Com o time, foi bicampeão paulista em 1982 e 1983. Sócrates atuou na seleção brasileira em duas Copas do Mundo. Em 1982, na Espanha, era o capitão do time comandado por Telê Santana e que tinha craques como Zico, Falcão, Júnior, Toninho Cerezo, Éder Aleixo e outros bambas.  
Também disputou o Mundial do México, em 1986. Sócrates também atuou como treinador, articulista e comentarista esportivo. Também era músico e, eventualmente, ator e produtor teatral. Em 2014, o jornalista e escritor Tom Cardoso lançou a biografia “Sócrates – A História e as Histórias do Jogador Mais Original do Futebol Brasileiro” (Editora Objetiva) 
Ficou famoso pela categoria e pelos passes e gols de calcanhar. Também defendeu a Fiorentina (Itália), Santos e Flamengo. Notabilizou-se ainda, por sua militância política, particularmente nos anos 1980, quando liderou um movimento pela democratização do futebol e participou do movimento pelas Diretas já. Foi o líder da Democracia Corintiana.  
Em um contexto de luta pela volta das eleições diretas no Brasil, na década de 1980, o craque liderou um grupo de atletas, como Walter Casagrande e Wladimir, na construção de um clube mais democrático em sua administração. Tudo era decidido por votação, das contratações aos locais de concentração.  
Em uma configuração totalmente auto-organizada, o grupo causou polêmica e desagradou a militares e a cartolas por subverterem os modelos tradicionais de gestão.Em 2002 lançou, em conjunto com o jornalista Ricardo Gozzi, pela Boitempo Editorial, o livro Democracia Corintiana: A utopia em jogo”. Sócrates morreu no dia 4 de dezembro de 2011, em São Paulo,aos 57 anos,  após sofrer um choque séptico. Nasceu em 19 de fevereiro de 1954, em Belém do Pará.  
 
Duas fotos: Divulgação/Canal Curta! 
Sócrates em campo entre Casagrande e Zenon e no detalhe, comemorando um gol com seu gesto típico: oito anos sem o “Magrão 
 
 

Comentários