A líder do governo no Con­gresso, Joice Hasselmann (PS­L-SP), afirmou que a pauta da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Novo Pacto Federati­vo está alinhada com o governo de Jair Bolsonaro. “É uma mis­são também do Paulo Guedes (ministro da Economia) traba­lhar com essa descentralização dos recursos. A situação dos Es­tados é uma tragédia”, disse Has­selmann, durante o lançamento da frente nesta quarta-feira, 13, na Câmara.

O presidente da frente, de­putado Silvio Costa Filho (PR­B-PE), afirmou que o grupo quer promover um “amplo di­álogo entre prefeitos e gover­nadores”. Costa Filho ressaltou que a questão não é apenas ampliar o repasse de tributos feito pelos Estados. Ele afir­mou que a frente pretende discutir outras questões como a Lei Kandir e a flexibilização das dívidas das unidades fe­derativas. O deputado quer reunir os tribunais de contas dos Estados para debater. “Re­cebi hoje (quarta) uma ligação do presidente do Tribunal de Contas da União, o ministro José Múcio. Ele quer vir a essa comissão e ver como é possível integrar os tribunais dos Esta­dos nessa discussão”, disse.

Participaram do lança­mento os presidentes da Con­federação Nacional dos Mu­nicípios (CNM) e da Frente Nacional de Prefeitos (FNP). “Vamos discutir uma nova re­lação federativa, entendemos que é uma regulamentação do pacto”, afirmou o presidente da CNM, Glademir Aroldi.

Comentários