Pesquisa mostra que 82% dos dentistas estão atuando, mesmo em meio à pandemia

0
63
J.F. PIMENTA

Pesquisa realizada pelo Conselho Federal de Odon­tologia (CFO), com mais de quarenta mil profissionais de todo o país, revela que 82% dos dentistas seguem trabalhando em seus consultórios, em meio à pandemia da covid-19. Os outros 18% interromperam os trabalhos nesse período.

Do total que está traba­lhando, 72% continuam aten­dendo obedecendo ao novo protocolo de prevenção e con­trole de contágio do coronaví­rus e 10% afirmaram continu­ar trabalhando sem qualquer tipo de restrição.

Em Ribeirão Preto, a den­tista Tatiane Menin Mendonça, especialista em tratamento de canal, diz que a procura au­mentou em seu consultório.

O que seria um alento à população, que tem consegui­do marcar as consultas odon­tológicas, ao mesmo tempo, torna-se uma preocupação para os profissionais da odon­tologia. É que, como a doença se propaga via gotículas res­piratórias, os dentistas estão no topo da classificação de risco de contaminação pela covid-19 e são os mais sus­cetíveis a contrair a doença, dentre todos os grupos de li­nha de frente, que são os pro­fissionais da área da saúde.

Com o cenário instalado, para além do novo protoco­lo de prevenção e controle de contágio, que prevê aventais descartáveis para cada atendi­mento, desinfecção do consul­tório e uso de protetor facial, os dentistas se uniram em uma corrente para se protegerem e prestarem auxílio, uns aos ou­tros. Essa corrente de solidarie­dade visa garantir a segurança dos profissionais e a sustentabi­lidade dos consultórios.

Com isso, associações de classe, conselhos da catego­ria e empresas do setor estão lançando campanhas para au­xiliar os profissionais durante a pandemia. O projeto Todos pela Odontologia, da Associa­ção Brasileira da Indústria de Artigos e Equipamentos Mé­dicos e Odontológicos (ABI­MO) tem como objetivo re­forçar a importância da saúde da boca num momento de alto risco de contaminação pela covid-19 e orientar profissio­nais e pacientes quanto às me­didas de segurança necessárias para os atendimentos.

Na mesma linha, a S.I.N. Implant System, referência mundial na fabricação de im­plantes dentais e componentes odontológicos, lançou a cam­panha #Apoieseudentista. Por meio de website, os dentistas têm acesso a conteúdo educa­tivo abrangente, que os auxi­lia na gestão do consultório e na área marketing, inclusive, com materiais de conscien­tização, prontos para serem enviados aos pacientes. Com isso, a empresa deseja ajudar os dentistas a evitarem perdas financeiras ainda maiores, e, contribuir para melhorar o fluxo de caixa dos profissio­nais, durante a pandemia.

Além do projeto, a S.I.N. Implant System lançou uma plataforma de ensino total­mente gratuita e online para auxiliar na formação e capaci­tação dos dentistas durante a crise e depois dela. É a Implan­tat (www.implantat.com.br), que oferece cursos com temas como planejamento financeiro no consultório, empreende­dorismo, temas científicos e outros conceitos gerais e atuali­zação científica, que ajudam no dia a dia clínico.

A versão da campanha para os profissionais do Bra­sil e de Portugal está disponí­vel no site https://conteudo. sinimplante.com.br/apoie­seudentista. Há conteúdo em inglês e espanhol, para ajudar a dentistas de todo o mundo.

Comentários