Foto: Alexandre de Azevedo

O Instituto Butantan en­cerrou no domingo, 5 de abril, a campanha de reforço da va­cinação contra a covid-19 para moradores da região cinza de Serrana, que receberam a se­gunda dose da Coronavac. Está já é a terceira etapa do “Projeto S”, inédito estudo clínico que acontece na cidade. A ordem de vacinação dos grupos é a mesma do ciclo anterior (verde, amare­lo, cinza e azul).

Segundo o Butantan, foram vacinados 5.575 voluntários da região cinza, 91,9% de todos os voluntários deste cluster que re­ceberam a primeira dose. No to­tal, somando o público das áreas verde, amarela e cinza, 18.535 foram imunizadas com a dose de reforço, 66% da população coberta na etapa inicial, de apro­ximadamente 27.700 serranen­ses. Outros 12,9 mil receberam a dose de reforço pelos grupos verde e amarelo.

Todos os voluntários foram imunizados com a Coronavac, vacina desenvolvida no Bra­sil pelo Instituto Butantan em parceria com a biofarmacêutica chinesa Sinovac. Na primeira fase, 27.619 pessoas foram con­templadas – em 20 dias foram imunizados moradores das re­giões verde (6.763 vacinados), amarela (6.478), cinza (6.049) e da azul (8.329).

Os 18.535 imunizados com a segunda dose representam 40,6% da população de Serrana, estimada em 45.644 habitantes, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Já as 27.619 pessoas vacinadas na primeira fase somam 60,5%.

O público-alvo é formado por serranenses adultos – aci­ma de 18 anos. A meta inicial era imunizar 28.380 morado­res. As informações são alte­radas diariamente pelo Butan­tan, por isso os dados, às vezes, não batem com os números divulgadas anteriormente.

Os habitantes devem ser imunizados na data correspon­dente ao grupo em que recebe­ram a primeira dose, mesmo que não seja o inicial de seu cadastro. É importante lembrar que os voluntários também de­vem se vacinar na mesma escola em que receberam a primeira dose do imunizante. São oito pontos de vacinação.

A pesquisa clínica é inédita no mundo e prevê a vacinação em massa de uma comunida­de. A imunização das pessoas do cluster azul cinza terá início nesta quarta-feira, 7 de abril, e segue até domingo, dia 11, das 14 horas às 20h30 de quarta a sexta-feira (9) e das oito horas às 15h30 no sábado (10) e no últi­mo dia (11).

A população da região verde recebeu a primeira dose entre os dias 17 e 21 de fevereiro, a da amarela entre 24 e 28 de fe­vereiro e a da cinza, de 3 a 7 de março. As pessoas que moram na região azul receberam a pri­meira dose da Coronavac entre 10 e 14 de março.

Segundo Dimas Covas, di­retor do Instituto Butantan, fo­ram separadas 66 mil doses da Coronavac para esta pesquisa. Apenas moradores da cidade podem participar. A estimativa é a de que entre o final de maio e junho (13 semanas) já seja possí­vel obter as respostas necessárias para conhecer os efeitos da imu­nização em massa.