Jornal Tribuna Ribeirão

Próximo do São Paulo, Hernán Crespo anuncia saída do Defensa y Justicia

(Photo by Juan MABROMATA / various sources / AFP) (Photo by JUAN MABROMATA/AFP via Getty Images)

O técnico argentino Her­nán Crespo anunciou na noite deste domingo sua sa­ída do Defensa y Justicia. O ex-atacante é um dos nomes na lista da diretoria do São Paulo para suceder Fernan­do Diniz, demitido na última segunda-feira. Crespo, que também recebeu sondagem da seleção chilena, coman­dou o Defensa na conquista da Copa Sul-Americana.

Entrevistado pelo São Paulo, o argentino tem perfil que agra­da e agora as partes tentam che­gar num entendimento finan­ceiro para poder fechar contrato. O Santos, que também tinha interesse nos serviços de Crespo, achou a pedida salarial do ex­-jogador fora da realidade.

Ainda neste domingo, logo após o anúncio de Crespo feito no Instagram, jornalistas argen­tinos informaram que, de acor­do com o presidente do Defen­sa, José Lemme, o destino do treinador será o São Paulo.

Ex-atacante com passagem pela seleção argentina, Crespo, de 45 anos, começou sua car­reira de treinador em 2015, no Modena, da Segunda Divisão italiana. Em 2018, ele assumiu o comando do Banfield, de seu país, e em janeiro de 2020 che­gou ao Defensa y Justicia.

Nesta temporada, ele levou o Defensa à inédita conquista da Sul-Americana. Ao longo da campanha, o time eliminou duas equipes brasileiras: Vasco e Bahia. Na final, no dia 23 de janeiro, a equipe derrotou o Lanús, também da Argentina, por 3 a 0.

A conversa, em videocon­ferência, foi conduzida pelo presidente Julio Casares e pelo diretor de futebol, Car­los Belmonte, assim como vem acontecendo com outros candidatos – caso de outro argentino, Guillermo Barros Schelotto, ex-Boca Juniors, e do português Pedro Martins, do Olympiacos. Crespo tam­bém recebeu uma sondagem da seleção chilena.

Deixe o seu comentário:

Mais notícias

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com