O meia Ramires, do Pal­meiras, pode ficar pelo menos mais dois meses afastados dos treinamentos. O clube revelou nesta quarta-feira que optou por realizar um processo mais longo e cuidadoso da lesão so­frida pelo jogador na coxa di­reita ainda quando atuava pelo Jiangsu Suning, da China. Por isso, o atleta continuará afasta­do do elenco e cumprirá uma rotina específica de atividades.

Segundo o departamento médico do Palmeiras, Rami­res sentiu a lesão no músculo adutor e foi recuperado na China com um tratamento raramente utilizado no Brasil e que acabou por causar uma fibrose na região. O clube al­viverde avalia ser uma situa­ção de fácil resolução, porém considera melhor não expor o jogador a uma sequência de partidas e só liberá-lo depois de tudo estar resolvido.

O atleta só atuou três vezes pelo clube desde a chegada, em julho, justamente por sen­tir novas dores no local depois de ter jogado. A estimativa do Palmeiras é que de 8 a 12 se­manas de trabalho individu­alizado sejam capazes de re­cuperar Ramires totalmente. Os médicos se respaldam nos exames médicos realizados na chegada do jogador, em que não foram revelados proble­mas crônicos. Ramires assinou com o clube contrato por qua­tro temporadas e só jogou uma vez sob o comando do técnico Mano Menezes.

Comentários