Jornal Tribuna Ribeirão

RP tem cerca de 40 mil faltosos

Foto: Prefeitura/CCS

Levantamento da Secreta­ria Municipal da Saúde apon­ta que, em Ribeirão Preto, cerca de 40 mil moradores não receberam a segunda e a terceira dose da vacina contra covid-19 por algum motivo e estão com a imunização em atraso. Segundo a diretora do Departamento de Vigilância em Saúde, Luzia Márcia Ro­manholi Passos, esta situação deixa a pessoa mais vulnerá­vel à doença, pois quem não completa o ciclo vacinal fica menos protegido.

“A mudança da regra para a aplicação da segunda dose da vacina Pfizer, de 90 para 21 dias de intervalo entre a primeira e segunda dose para pessoas com 18 anos para cima, talvez tenha contribuído para que as pessoas não se atentassem que chegou o momento de receber a segunda dose”, explica Luzia Márcia Romanholi Passos.

A chefe do departamento epidemiológico ressalta ainda que, no estado de São Paulo, são mais de quatro milhões de pessoas (4,1 milhões) que não receberam a segunda dose. Por isso, os municípios, incluindo Ribeirão Preto, estão promo­vendo uma força-tarefa, con­clamando as pessoas a procu­rarem os postos de vacinação.

“Avaliamos esses números diariamente. Estamos com doses adicionais para idosos com 80 anos e mais e os falto­sos com 18 anos e mais, que já completaram o intervalo preconizado, em atraso”, diz a diretora do Departamento de Vigilância em Saúde. Segun­do a Secretaria Municipal da Saúde, cerca de 4.400 doses de vacina da Pfizer/BioNTech podem ser descartadas por­que a data de validade está para expirar.

“Portanto, a orientação é que procurem no site da prefei­tura os agendamentos, que dis­ciplinam a aplicação das doses, mas se a pessoa não agendou e faz parte desse grupo, basta procurar uma unidade de saú­de espontaneamente, que será vacinada. A falta de agenda­mento não é fator impeditivo para vacinarmos a população”, orienta Luzia Márcia.

Ribeirão Preto superou a marca de 60% da população com o esquema de vacinação completo, mas a complemen­tação da imunização com a se­gunda e terceira dose é funda­mental para a proteção contra a covid-19. “Os números estão caindo, mas somente com a va­cinação completa manteremos a pandemia sob controle e es­taremos todos protegidos para enfrentar a covid-19”, alerta.

Na área de atuação do 13º Departamento Regional de Saúde (DRS-XIII), que abran­ge Ribeirão Preto e mais 25 cidades, são 118.265 faltosos, sendo que 27.784 foram ini­cialmente imunizados com a Coronavac/Butantan/Sinovac (23,5%), 32.737 com a AstraZe­neca/Oxford/Fiocruz (27,7%) e 57.744 com a Pfizer/BioNTech (48,8%), segundo dados da Se­cretaria de Estado da Saúde.

Brasil
Dados do Ministério da Saúde divulgados nesta quin­ta-feira (21) apontam que mais de 20 milhões de pessoas ain­da não voltaram ao posto de vacinação para completar o esquema vacinal contra a covid-19 em todo o Brasil. O levantamento considera ape­nas casos em que o prazo es­tipulado para a segunda dose já venceu. Se todos tivessem cumprido o prazo, o Brasil teria mais de 80% do pú­blico-alvo (12 anos ou mais) completamente vacinado.

Deixe o seu comentário:

Mais notícias

Social Media Auto Publish Powered By : XYZScripts.com