RP ultrapassa 41,5 mil casos de covid

0
11
UESLEI MARCELINO/REUTERS

Ribeirão Preto registrou mais 687 casos de coronavírus em 48 horas – cerca de um a cada quatro minutos e 20 se­gundos – e o número de pessoas infectadas pelo Sars-CoV-2 ul­trapassou a marca de 41,5 mil infecções. Nesta segunda-feira, 11 de janeiro, subiu para 41.511, aumento de 1,7% em relação aos 40.824 de sexta-feira (8).

São 39.954 casos de 2020 e mais 1.557 deste ano, mé­dia de quase 156 por dia. Os dados foram divulgados pela Secretaria Municipal da Saú­de (SMS), por meio do Bo­letim Epidemiológico, que engloba os dados do fim de semana. O recorde de infec­ções em 24 horas é de 15 de julho, de 657 registros. Os 687 de ontem envolvem da­dos de sábado e domingo. No dia 6 foram anunciados 528.

As estatísticas são menores aos domingos e segundas-fei­ras em razão da dificuldade de alimentação dos dados pelas secretarias de saúde aos finais de semana. Neste período, os laboratórios e órgãos públicos fecham. Já às terças-feiras há tendência de números maiores em função do acúmulo de re­gistros que são enviados ao sis­tema do Ministério da Saúde.

A tendência é de alta na comparação semanal. Entre 28 de dezembro e 3 de janei­ro, quando passou de 38.881 para 39.617, mais 736 pacien­tes foram diagnosticados com covid-19, média móvel de 105 a cada 24 horas. Entre 4 e 10 de janeiro, subiu de 39.795 para 41.511. São 1.716 novos casos, média diária de 245, aumento de 133,1% e 980 a mais.

A média móvel voltou a ficar acima de 200 depois de muito tempo. A taxa de casos em 14 dias caiu de 239,53 em 21 de dezembro para 221,68 por 100 mil habitantes até dia 30 de dezembro. Era de 173,92 no final de novembro. As no­tificações desde o início da pandemia chegaram a 98.362, sendo que 54.714 pessoas tes­taram negativo para covid-19, ou 55,6% do total.

Os 41.511 casos confir­mados até agora represen­tam 42,2%. A cidade também aguarda o resultado de 2.137 exames que estão represados nos laboratórios (2,2%) – se­gue acima de dois mil. O nú­mero mais alto da pandemia é de 31 de julho, de 6.877 tes­tes represados.

Foram confirmados 3.412 casos de coronavírus em outu­bro, além de 3.187 em novem­bro, 106 por dia. São 4.508 em dezembro, cerca de 145 a cada 24 horas. Houve um aumento de 41,4% no mês passado em relação ao anterior, com 1.321 contágios a mais.

Os meses com menos casos são março (96, a pandemia co­meçou em meados do mês em Ribeirão Preto) e abril (208). Julho (8.606), junho (6.712) e agosto (6.488) tiveram mais contágios. Ribeirão Preto tam­bém tem 981 mortes.

Segundo o Sistema de Mo­nitoramento Inteligente (Simi­-SP) do governo de São Paulo, que acompanha 104 municí­pios com mais de 70 mil ha­bitantes, a taxa de isolamento social em Ribeirão Preto estava em 39% na sexta-feira (8), su­biu para 45% no sábado (9) e foi a 47% no domingo (10). O ideal, segundo a Organização aMundial de Saúde (OMS), é de 70%, e o aceitável de 50%.

Comentários