JF PIMENTA/ ESPECIAL PARA O TRIBUNA

A Caixa Econômica Federal liberou nesta sexta-feira, 13 de setembro, o pagamento de até R$ 500 por conta do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para pessoas nascidas em janeiro, fevereiro, março e abril e que têm conta poupan­ça no banco estatal. Os repasses serão feitos até 31 de março de 2020, conforme a data de nasci­mento dos beneficiários.

Nesta sexta-feira, o movi­mento foi mais intenso do que o normal em grande parte das 17 agências da Caixa Econômica Federal em Ribeirão Preto, mas nada comparado aos saques de 2017, quando o governo federal liberou os saques das contas ina­tivas. As unidades abriram com duas horas de antecedência, às oito horas. O desempregado Rodrigo Pereira Souza Bastos, de 42 anos, esteve na Agência Central do banco estatal, na rua Álvares Cabral, no início da ma­nhã. “Saquei o dinheiro para pa­gar contas”, disse ao Tribuna.

As pessoas com data de ani­versário em maio, junho, julho e agosto, receberão a partir do dia 27 de setembro de 2019. Para trabalhadores nascidos em setembro, outubro, novembro e dezembro, o pagamento será feito a partir do dia 9 de outubro de 2019. Segundo a Caixa, cerca de 33 milhões de trabalhadores receberão o crédito automático na conta poupança.

Os clientes do banco que não quiserem retirar o dinheiro têm até 30 de abril de 2020 para in­formar a decisão em um dos ca­nais divulgados pela Caixa: site, Internet Banking ou aplicativo no celular. De acordo com a Cai­xa, o crédito automático só será realizado para quem abriu conta poupança até o dia 24 de julho de 2019. Já para quem não tem caderneta de poupança no ban­co, o calendário de saques come­çará apenas em 18 de outubro.

Os saques por não clientes do banco seguirão essa ordem: nascidos em fevereiro (25 de ou­tubro), março (8 de novembro), abril (22 de novembro), maio (6 de dezembro), junho (18 de de­zembro), julho (10 de janeiro de 2020), agosto (17 de janei­ro), setembro (24 de janeiro), outubro (7 de fevereiro), no­vembro (14 de fevereiro) e de­zembro (6 de março). O prazo final para que todos os traba­lhadores realizem os saques de até R$ 500 por conta do FGTS acaba em 31 de março de 2020. A expectativa do banco é de que até 96 milhões de pessoas sa­quem recursos do fundo.

Para saber os valores dispo­níveis para o saque, os canais de recebimento e as opções de crédito em conta, é só acessar o site da Caixa e informar número do Cadastro de Pessoas Físicas (CPF), do Número de Identifi­cação Social (NIS), do Programa de Integração Social (PIS) ou do Programa de Formação do Pa­trimônio do Servidor Público (Pasep) e a data de aniversário. A previsão do governo é de que as medidas anunciadas no mês passado para os fundos injetem R$ 30 bilhões na economia este ano e R$ 12 bilhões no próximo.

Os saques de até R$ 100 po­derão ser realizados em casas lotéricas, com apresentação de documento de identidade origi­nal com foto e número do CPF. Será feita a leitura da digital no momento do saque. Para quem possui cartão Cidadão e senha, o saque poderá ser feito nos terminais de autoatendimento, em unidades lotéricas ou corres­pondentes Caixa Aqui. Quem não tem o cartão Cidadão, deve procurar uma agência da Caixa.

Saque aniversário
Outra modalidade de sa­que, válida para o próximo ano, será o saque aniversário. Os trabalhadores interessados em migrar para essa sistemática poderão comunicar à Caixa, a partir de 1º de outubro de 2019. Ao confirmar esta opção em um dos canais divulgados pelo banco, o trabalhador deixará de efetuar o saque em caso de res­cisão de contrato de trabalho.

Quem realizar a mudança, só poderá retornar à modali­dade anterior após dois anos da data da solicitação à Caixa Econômica Federal. Caso o tra­balhador não comunique o inte­resse no tipo de saque, a regra da rescisão será mantida. A decisão de migrar para a modalidade do saque aniversário, não anula a multa de 40% em caso de de­missão sem justa causa.

PIS
Já os saques do PIS obede­cerão uma lógica diferente, por idade do beneficiário, sendo os trabalhadores com conta na Cai­xa Econômica Federal receberão os recursos a partir do dia 19 deste mês, independentemente da idade. Já aqueles sem conta no banco estatal e que tenham mais de 60 anos poderão sacar os recursos a partir do dia 26 de agosto. Os beneficiários com até 59 anos podem realizar os saques do PIS desde 2 de setem­bro. Não há prazo limite para a retirada do dinheiro.

Comentários