A gigante chinesa de e-commerce Alibaba tem planos ousados para agilizar as entregas. A empresa anunciou que deseja lançar cerca de mil robôs de entrega em todo o território da China.

Mas o que chamou mais atenção foi uma “alfinetada” nos entregadores humanos. Segundo a Alibaba, um dos pontos em favor dos robôs é o fato de nenhum deles fumar.

Pode parecer brincadeira, mas está longe disso: o tabagismo é um problema sério na China. Dos 1 bilhão e 400 milhões de habitantes do país, mais de 300 milhões fumam, ou seja, mais de 20% da população.

Segunda a empresa, as “paradinhas” para fumar podem causar atrasos indesejáveis para os negócios.

Os robôs de entrega do Alibaba já estão sendo testados no percurso entre o armazém e a casa do cliente. Este processo é o que mais está sujeito a problemas, como o tráfego, erro humano ou outros imprevistos.

A empresa defende que os robôs não correm o risco de se perder tentando encontrar um apartamento em uma torre ou um conjunto habitacional, além de serem capazes de compreender os arredores.

As máquinas são capazes de prever os próximos cinco a dez segundos de movimentos de pessoas e veículos próximos. Segundo os desenvolvedores da tecnologia, essa capacidade de prevenção evita colisões com outros veículos ou atropelamentos em 99,9999% das ocasiões.

Mas o interesse do Alibaba nos robôs não é só porque eles não fumam. A empresa diz que o envelhecimento da população chinesa pode tornar mais difícil a contratação de entregadores no futuro.

Via Olhardigital