Serrana: Grupo vai protestar por morte de jovem

0
453
Ana Júlia Franco - Foto: Rede Social/Reprodução

Manifestação está marcada para começar às 13 horas, com concentração na Praça Matriz de Serrana

Familiares e amigos da jovem Ana Júlia Franco, de 19 anos, junto a outros moradores de Serrana, farão um ato na cidade, na manhã deste sábado, 7 de dezembro, para protestar contra a liberação do motorista do Toyota Corolla causador co acidente que resultou na morte da garota e deixou um rapaz de 24 anos em estado grave. O motorista do carro, o vendedor Eduardo Carabolante, de 40 anos, estava embriagado.

A manifestação está marcada para começar às 13 horas, com concentração na Praça Matriz de Serrana, seguida de passeata até a Rodovia Abrão Assed (SP-333), onde ocorreu o acidente. Ana Júlia morreu na madrugada de domingo, 1º de dezembro, na altura do quilômetro 40. Ela estava na garupa da motocicleta pilotada pelo estudante Fábio Henrique Felisberto, de 24 anos, que continua internado.

O Toyota Corolla colidiu na traseira da motocicleta. Com o impacto, o carro capotou e a parte frontal ficou completamente destruída. Felisberto foi socorrido em estado grave e levado para a Unidade de Emergência do Hospital das Clínicas, em Ribeirão Preto, onde permanece internado. O motorista foi submetido ao teste do etilômetro e ficou constatado que tinha a concentração de 0,5 miligrama de álcool por litro de ar alveolar expelido pelos pulmões.

A ocorrência foi registrada no Plantão da Policial Civil de Serrana. O delegado ratificou a prisão em flagrante por dirigir veículo automotor em via publica sob influência de álcool. O motorista foi apresentado em audiência de custódia e acabou liberado para responder ao inquérito policial em liberdade. O enterro de Ana Júlia, na manhã de segunda-feira (20), foi marcado pela emoção e por pedidos da família por justiça.

Gislene Franco, tia de Ana Júlia, contou que a sobrinha e Felisberto saíram de Serrana por volta de meia-noite de domingo e seguiram para Ribeirão Preto, onde comeram um lanche. Ao retornarem para casa, a moto do casal foi atingida pelo carro, próximo ao quilômetro 40 da rodovia. A tia da jovem também disse no enterro que a garota tinha planos de estudar, trabalhar e ajudar a mãe a pagar aluguel.

Após a colisão, Ana Júlia foi arremessada da moto e morreu antes de chegar ao hospital. Carabolante foi preso e responderá pelo crime de homicídio culposo na direção de veículo automotor. A Justiça converteu a prisão em flagrante em liberdade provisória mediante cumprimento de medidas cautelares. O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) informou que o vendedor de Serra Azul deve comparecer mensalmente em juízo, está proibido de ausentar-se do município por mais de 30 dias, de frequentar bares e casas noturnas. A Polícia Civil de Serrana investiga o caso.

Comentários