Sete mulheres são presas com drogas

0
109
FOTO: DIVULGAÇÃO/SAP

A Secretaria da Adminis­tração Penitenciária (SAP) informa que, no último do­mingo, 12 de janeiro, em um período de duas horas, agentes de segurança flagra­ram sete visitantes tentando entrar com maconha, coca­ína e estimulantes sexuais na Penitenciária Masculina de Serra Azul I, ao passar os chinelos das mulheres no aparelho de raio-X, procedi­mento de praxe realizado em calçados e outros pertences nos dias de visitação.

Com a grande escalada de apreensões realizadas com auxílio do escâner corporal – desbaratando o método em que infratores tentam bur­lar a vigilância introduzindo os ilícitos no próprio corpo –, visitantes elaboram ou­tros meios de levar drogas e outros materiais proibidos, também frustrados pela vigi­lância e perícia de agentes pe­nitenciários, aliadas as tecno­logias implantadas pela SAP.

Em todos os flagrantes, a Polícia Militar (PM) foi acio­nada para registrar boletim de ocorrência. Também foi aberto procedimento interno para apurar o envolvimento dos presos que receberiam os materiais ilícitos nas unida­des prisionais. As ocorrências foram descobertas em série desde as primeiras horas de trabalho do último domingo dia 12. Foram sete apreensões idênticas entre 7h30 e 9h30.

Na primeira interceptação foram apreendidos 92 gramas de maconha, visualizados no aparelho de raio-X, ocultados dentro do par de chinelo de uma jovem que visitaria o ir­mão. Em seguida, 15 minutos depois, outros 91 gramas de maconha foram descober­tos da mesma maneira. Por volta das oito horas da ma­nhã uma terceira jovem, que visitaria o amásio, foi sur­preendida da mesma forma, mas com quase o dobro de entorpecente: 161 gramas de maconha estavam dentro dos solados do chinelo.

Às 8h30, mais uma jo­vem mulher que visitaria o marido foi flagrada com chinelos “recheados” de ilíci­tos. Desta vez, ao ser aberto o interior do calçado conti­nha 168 gramas de maconha, além de 20 comprimidos azuis, aparentando serem es­timulantes sexuais. Menos de 15 minutos depois, próximo às 8h45, outra mulher que visitaria o amásio foi pega com 122 gramas de maconha, também no chinelo.

Apenas 15 minutos se passaram e outra mulher, uma senhora que visitaria o filho, foi barrada após o aparelho de raio-X mostrar imagem suspeita no calçado. Ao ser aberto pelas agentes, o interior do chinelo ocultava 61 gramas de maconha e 171 gramas de cocaína. A última apreensão por volta das 9h30, ocorreu exatamente igual às anteriores: o chinelo da ama­sia de um reeducando escon­dia 129 gramas de maconha.

Todas as visitantes foram encaminhadas a Delegacia de Polícia Civil da cidade, assim como os ilícitos apreendidos, escoltadas pela Polícia Mili­tar, para elaboração de bole­tim de ocorrência e demais providências necessárias. Se­gundo o delegado André Bal­dochi, seis mulheres foram liberadas porque têm filhos menores de 12 anos de idade.

Todas responderão pelos crimes de tráfico de drogas e associação ao tráfico. A Peni­tenciária Masculina de Serra Azul I tem capacidade para 853 detentos, mas até terça­-feira (14) abrigava 1.859, ou 117,9% acima da lotação má­xima, com um excedente de 1.006 presos.

Comentários