ALFREDO RISK

Em média, todos os dias, dez veículos são aprendidos em Ribeirão Preto na cidade por algum tipo de infração, segundo a Empresa de Trân­sito e Transporte Urbano de Ribeirão Preto (Transerp), que administra dois pátios na cidade.

Um fica na sede da em­presa, no Jardim Presidente Dutra II, Zona Norte da ci­dade. O outro fica no Jardim Paulista, na Zona Leste de Ribeirão Preto. Os dois locais tinham até esta sexta-feira, 30 de julho, um total de 2.413 unidades, entre carros, moto­cicletas e ônibus.

Quando um veículo é re­colhido, pode permanecer no local por no máximo 60 dias. Este é o prazo que o proprietá­rio tem para regularizar a do­cumentação pendente, pagar as taxas de remoção e de esta­dia e retirá-lo do pátio. Caso isso não seja feito, pode ser le­vado a leilão.

Neste caso, a responsabili­dade passa a ser do Departa­mento Estadual de Trânsito de São Paulo (DetranSP) para ser leiloado. Atualmente, o valor cobrado para o recolhimento dos veículos é de R$ 110 para motos, ciclomotores, motone­tas e triciclos. Para automóveis e utilitários custa R$ 159.

Donos de micro-ônibus e caminhonetes pagam R$ 253 e proprietários de ônibus e ca­minhões têm de desembolsar R$ 484. Já o valor da estadia é de R$ 12 para motos, ciclomo­tores, motonetas e triciclos; R$ 24 para automóveis e utilitá­rios; R$ 46 para micro-ônibus e caminhonetes; e R$ 88 para ônibus e caminhões.

Em relação às chamadas carcaças de veículos, este ano a Transerp recolheu apenas qua­tro que foram abandonadas em vias públicas. Neste caso, o recolhimento só é realizado após ser lavrado o auto de vis­toria e emitida a notificação ao proprietário, por via postal ou pessoalmente quando possível, ou pelo Diário Oficial do Mu­nicípio (DOM) quando a pes­soa não é localizada.

Após ser notificado, o pro­prietário tem prazo de dez dias para retirar o veículo das vias ou da área de propriedade do município. Caso isso não ocorra, a Transerp providencia a sua remoção para o pátio e, não havendo resgate, o veículo será vendido em leilão como sucata e inutilizado de com­pactação por prensagem.

Seis empresas realizam a re­moção dos veículos aprendidos para os pátios, mas a Transerp quer aumentar este número. Na terça-feira, 27 de julho, a empre­sa publicou, no Diário Oficial do Município, edital de chama­mento para o credenciamento de pessoas físicas ou jurídicas interessadas na prestação deste tipo de serviço.

Os interessados deverão apresentar proposta de creden­ciamento na sede da Transerp, na Rua General Câmara nº 2.910, Jardim Presidente Dutra II, até as 16 horas do dia 6 de agosto. O edital pode ser reti­rado no endereço eletrônico: www.transerp.ribeiraopreto.sp.gov.br.